terça-feira, 1 de outubro de 2019

Equipe de caçadores de alienígenas liderada pelo co-fundador do Blink-182 afirma ter encontrado material OVNI 'desconhecido para os cientistas'

Após divulgar três vídeos de OVNIs, o grupo liderado por Tom DeLonge revelou ter encontrado um objeto desconhecido que pode pertencer a uma espaçonave alienígena

O grupo de caçadores de OVNIs "To The Stars Academy of Arts and Science", liderado pelo ex-vocalista da banda punk Blink-182, Tom DeLonge, afirmou ter encontrado novas evidências de objetos voadores não identificados. A equipe divulgou este mês três vídeos que mostram OVNIs circulando o espaço aéreo da Terra, cuja veracidade foi comprovada pela marinha norte-americana.

A conta oficial do grupo no Twitter escreveu que os pesquisadores adquiriram "materiais potencialmente exóticos com propriedades que não são de nenhuma aplicação militar ou comercial existente conhecida". Diferentemente dos vídeos divulgados, a equipe ainda não forneceu provas que comprovassem que o material pertence à outra civilização. 

"A estrutura e a composição desses materiais não são tem nenhuma aplicação militar ou comercial existente conhecida”, disse o COO Steve Justice. "Estamos focando em fatos verificáveis e trabalhando para desenvolver provas científicas independentes das propriedades e atributos dos materiais". pic.twitter.com/GUbPBSPl7M
— To The Stars Academy (@TTSAcademy) 25 de julho de 2019
 

"O que estamos fazendo é tentar encontrar as pessoas mais qualificadas nas instituições mais respeitáveis para conduzir análises científicas", afirmou ao Times Luis Elizondo, diretor de segurança global e programas especiais do grupo de DeLonge. "Essa análise científica inclui análise física, molecular, química e nuclear". Elizondo disse que a equipe não tem pressa em divulgar a pesquisa.

O diretor de segurança global e programas especiais atribuiu a cautela na divulgação da origem do objeto ao fato do grupo não querer tirar conclusões precipitadas. Segundo ele, "os dados decidirão se (o objeto) é de fato alguma coisa ou não". Além do utensílio recém-descoberto e dos vídeos divulgados, a equipe escreveu em maio relatórios de casos de pilotos da marinha dos Estados Unidos que encontraram alguns OVNIs entre 2014 e 2015.

Em diversas entrevistas, os pilotos descreveram objetos aparentemente estranhos que se movimentavam em velocidades hipersônicas, realizando atos "além dos limites físicos de uma tripulação humana". O tenente Ryan Graves, piloto do F / A-18 Super Hornet, que está na marinha há 10 anos, disse ao The New York Times que "essas coisas estariam disponíveis o dia todo".

Fonte: Fox News
 
Créditos: https://olhardigital.com.br

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Campo magnético de Marte pulsa misteriosamente à noite, segundo sonda da NASA

Por
Ryan F. Mandelbaum 24/09/2019

A sonda Mars InSight, da NASA, observou pulsos misteriosos na noite marciana que podem durar até duas horas, segundo os anais de um novo trabalho acadêmico.
A National Geographic reporta que a equipe da InSight divulgou vários novos resultados na reunião conjunta do Congresso Europeu de Ciência Planetária e da Sociedade Astronômica Americana. Esses resultados incluem medições do campo magnético marciano e mais evidências de água líquida sob sua superfície.

A InSight foi lançada e pousou em Marte em 2018, carregando três instrumentos científicos planetários, bem como instrumentos auxiliares como um magnetômetro, o primeiro já usado em Marte. Uma equipe liderada por Christopher Russell, da Universidade da Califórnia em Los Angeles, analisou dados do magnetômetro, descobrindo que a área de pouso da InSight possui um forte campo magnético, que correntes elétricas viajam através da porção ionizada da atmosfera do planeta e que, ocasionalmente, o campo magnético pulsa à noite.

Estes pulsos podem durar até duas horas e são mais fortes na direção norte, de acordo com um resumo da conferência. Os pulsos em si não são estranhos, segundo a reportagem da NatGeo, mas o fato de que os pulsos só acontecem perto da meia-noite é. Os cientistas ainda não têm uma explicação para os pulsos, mas esperam usar essas medidas para entender as diferenças entre os campos magnéticos da Terra e Marte.

Mais evidências de água em Marte são sempre emocionantes, já que o planeta pode ter abrigado oceanos em todo o mundo. Os cientistas neste caso usaram o magnetômetro para encontrar uma região profunda e condutora abaixo da superfície marciana. Porém, são necessárias mais pesquisas antes da identificação conclusiva dessa região e nenhum desses dados ainda foi analisado por pares. 
 
A InSight coleta dados há menos de um ano e acabou de acordar de uma conjunção solar (ela estava ao lado oposto do Sol), então ainda há muito mais que a sonda pode descobrir e aprender sobre o terreno marciano.
 
Fonte: https://gizmodo.uol.com.br

domingo, 22 de setembro de 2019

Marinha dos EUA confirma que imagens de OVNIs são reais


Por PETER DOCKRILL  em 18/09/2019

A Marinha dos EUA confirmou pela primeira vez que um conjunto de vídeos estranhos  que parecem mostrar OVNIs voando pelo céu são realmente reais - e contêm fenômenos que os militares ainda não conseguem identificar.

As sensacionais filmagens em questão - que começaram a aparecer nos meios de comunicação, incluindo o New York Times a partir de dezembro de 2017 - foram capturadas por pilotos da Marinha dos EUA e obtidas por um grupo de pesquisa privado, a Academia de Artes e Ciências The Stars (TTSA), fundada pelo músico de rock Tom DeLonge.

Embora essas cenas tenham sido desclassificadas na época , parece que agora não é o caso, pelo menos segundo o site de inteligência The Black Vault.


Um porta-voz da Marinha dos EUA supostamente disse ao site que os vídeos são autênticos - a primeira confirmação oficial pelos militares de que as imagens mostram fenômenos voadores que não podem ser identificados, embora a abreviação UFO (objeto voador não identificado) não esteja mais presente. uso oficial.

"A Marinha designa os objetos contidos nesses vídeos como fenômenos aéreos não identificados", disse Joseph Gradisher, porta-voz oficial do vice-chefe de operações navais de guerra de informação, a John Greenewald no The Black Vault .
"A terminologia 'Fenômenos aéreos não identificados' é usada porque fornece o descritor básico para avistamentos / observações de aeronaves / objetos não autorizados / não identificados que foram observados entrando / operando no espaço aéreo de várias áreas de treinamento controladas por militares".

Para deixar claro, isso não significa que os vídeos mostram alienígenas, ou que a Marinha dos EUA está sugerindo que é isso que eles são. Significa apenas que os fenômenos aéreos não identificados (UAPs) são objetos que não podem ser identificados.


A Marinha dos EUA já havia usado outro descritor para esses objetos estranhos: Veículos Aéreos Anômalos (AAVs), e a documentação vazada do Pentágono mostra que os militares dos EUA estudam o fenômeno misterioso há vários anos, embora não o transmitam exatamente.

"A Marinha não divulgou os vídeos para o público em geral", disse Gradisher , sugerindo que a torrente de cobertura da mídia em torno dos vídeos misteriosos nunca fez parte do plano do Pentágono.

Ainda não estamos mais perto de saber o que realmente são essas coisas, mas mesmo a mudança na terminologia militar - e a confirmação pública do fenômeno não identificado - surpreendeu alguns.

"O fato de a Marinha estar usando o termo 'Fenômenos Aéreos Não Identificados' mostra que eles ampliaram o que é esperado pelos pilotos de caça dos EUA para investigar qualquer coisa desconhecida em seu espaço aéreo que no passado estivesse ligada a um estigma", disseram especialistas em OVNIs e o pesquisador Roger Glassel ao Motherboard .

"Se essas investigações são devidas a um interesse em encontrar a causa do fenômeno OVNI - no sentido da ufologia - ou devido à redução de riscos de voo ou para combater intrusões não identificadas por adversários conhecidos, e a prontidão para surpresa tecnológica, ainda está por ser visto".
Fonte: https://www.sciencealert.com

sábado, 14 de setembro de 2019

HISTORY estreia série sobre óvnis com produção executiva do roqueiro Tom DeLonge

Por Guta Cundari -13 de setembro de 2019


Ex-vocalista da banda de rock Blink 182, Tom DeLonge é cofundador e presidente da Tom The Stars Academy of Arts & Science e, agora, produtor executivo da nova série do HISTORY, que estreia no dia 21 de setembro. Óvnis: Investigação Secreta (Unidentified: Inside America’s UFO Investigation) expõe as novas evidências sobre avistamentos de óvnis e fenômenos relacionados, descobertas por meio de um programa sigiloso do governo dos EUA.

Em seis episódios, a série traz imagens exclusivas, entrevistas com testemunhas oculares e ex-agentes militares, e avanços importantes sobre o conhecimento da tecnologia por trás desses intrigantes fenômenos. Luis Elizondo, ex-agente especial e diretor do programa secreto Advanced Aerospace Threat Identification Program (AATIP), conversa com Tom DeLonge e expõe as evidências e descobertas, como um alerta para o perigo que os óvnis podem representar para a segurança mundial.

Óvnis: Investigação Secreta apresenta uma sequência de encontros surpreendentes e novas investigações fascinantes, que vão instigar os telespectadores a fazerem perguntas e procurarem respostas.

“Eu sou grato ao HISTORY por oferecer ao time de especialistas, cientistas e engenheiros da To The Stars Academy a oportunidade de contar essa história de forma abrangente e convincente. E certamente os telespectadores terminarão a série com muitas questões esclarecidas”, diz DeLonge.

No episódio de estreia, Revelações privilegiadas, Tom DeLonge e o especialista Luis Elizondo se reúnem para revelar tudo o que o governo dos EUA sabe sobre óvnis. Pilotos de combate contam detalhes sobre os óvnis capturados em vídeo no ano de 2004. Além disso, Luis apresenta cinco impressionantes habilidades destas estranhas naves.

Fonte: https://estacaogeek.com.br

Governo dos EUA 'monitora silenciosamente OVNIs semelhantes a serpentes' vistos em todo o país

EXCLUSIVO: Um ex-detetive de polícia acredita que o governo dos EUA está ciente dos objetos misteriosos que apareceram em vários estados diferentes

O governo dos EUA provavelmente está ciente dos OVNIs semelhantes a serpentes que foram vistos em todo o país e os estão monitorando, revelou um ex-detetive da polícia.

Nos últimos meses, pessoas de todas as partes dos EUA alegaram ter capturado objetos bizarros nos céus diante das câmeras, que têm semelhanças com cobras em seus movimentos.

As aparições começaram em junho, quando um YouTuber popular ficou chocado ao descobrir uma luz brilhante acima do deserto de Mojave, na Califórnia.

Desde então, eles foram vistos durante uma chuva de meteoros no Wyoming , bem como em Nova York se movendo como se estivesse "vivo".

Depois que os avistamentos explodiram, o Daily Star Online perguntou ao caçador de OVNIs Gary Heseltine, detetive Constable, que pensava sobre a misteriosa "nave".


Um OVNI semelhante a uma cobra foi capturado na câmera acima do estado de Nova York (Imagem: BEAM INVESTIGATIONS)


"UFOs em forma de charuto são vistos há décadas", disse ele a este site.

"Ocasionalmente, alguns relatos envolvem objetos do tipo 'cobra'.

"Esses avistamentos podem ser raros e têm sido vistos em todo o mundo de tempos em tempos, principalmente em países da América do Sul como México e Peru."

Gary afirmou que os militares e o governo dos EUA "controlavam o campo de OVNIs em todo o mundo desde os anos 40".


Os OVNIs foram vistos em todo o mundo (Imagem: Pen News)