terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Círculo em plantação 'após luz misteriosa' intriga Califórnia



Figura apareceu no último fim de semana e foi descoberta por dois amigos.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Indícios de água corrente são encontrados em Marte

Manchas escuras foram detectadas na região dos cânions de Valles Marineris, reforçando uma suspeita que vem desde 2011

Por Marcus Vinícius Brasil - INFO

Água corrente em Marte

Água corrente em Marte: cientistas acreditam que a água tenha origem no gelo aprisionado sob a superfície do planeta, que derrete e flui em formato líquido nas temporadas mais quentes

São Paulo - Uma equipe de cientistas da Universidade do Arizona encontrou indícios deágua corrente numa área próxima ao equador de Marte. Manchas escuras foram detectadas na região dos cânions de Valles Marineris, reforçando uma suspeita que vem desde 2011. A novidade foi anunciada na Nature.

Os cientistas acreditam que a água tenha origem no gelo aprisionado sob a superfície do planeta, que derrete e flui em formato líquido nas temporadas mais quentes. O suposto fluxo de água pode ser visto numa sequência de oito fotografias, que mostram a progressão das manchas escuras sobre a superfície marciana.

O problema é que, para explorar a área em que supostamente corre água líquida, qualquer veículo precisaria ser esterilizado. Sem essa precaução, a nave poderia contaminar o ambiente e prejudicar a busca por formas de vida.

Em setembro, foi anunciada a descoberta de água no solo marciano pelo jipe-robô Curiosity. Segundo o estudo, é possível extrair 0,47 litro de água de 0,03 metro cúbico de solo marciano – um bloco com largura, profundidade e altura proporcional a um pé.

A amostra analisada pelo Curiosity provavelmente representa o que se poderia encontrar em outras regiões de Marte, já que o planeta é coberto com uma fina camada de solo superficial.

Fonte: http://exame.abril.com.br/ciencia/noticias/indicios-de-agua-corrente-sao-encontrados-em-marte

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Astronauta da Gemini IV filmou UFO orbitando a Terra

Traduzido e adaptado por Marcos Ancillotti

Em junho de 1965, o major James McDivitt viu, filmou e fotografou um objeto, que se aproximou da cápsula da Gemini IV (entre 3 a 7 de junho 1965) em que eles estavam orbitando a Terra, passando por cima Havaí. Ele declarou: "Ele tinha uma forma muito clara, um objeto cilíndrico branco e que tinha um longo braço, que fora preso na lateral."


Fonte: http://www.ufosightingsdaily.com/2013/10/astronaut-major-james-mcdivitt-ufo.html

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Equador revela a existência de OVNIs na desclassificação dos arquivos!

Traduzido e adaptado por Marcos Ancillotti

ufo53

O Governo do Equador anunciou a desclassificação de documentos relativos às relações com cerca de 44 relatos de avistamentos de OVNIs feitas por testemunhas oficiais. Agora, o presidente do governo, emitiu um despacho oficial, na qual ele disse abertamente que existem UFOs e não são uma ameaça para agora! O CEIFO é a Comissão Equatoriana para a Investigação do Fenômeno UFO , criado pelo Ministério da Defesa em 5 de abril de 2005. Ele tem sido gerido sob a coordenação nacional do ufólogo Jaime Rodriguez.

A partir de 13 de março deste ano serão as primeiras 44 testemunhos oficiais desclassificadas CEIFO. Isto é o que anuncia Jaime Rodriguez em uma carta enviada em 16 de Março no ufólogo mexicana Ana Luisa Cid.

Para cada um destes testemunhos de soldados, o CEIFO criou um mini-documentário em vídeo com entrevistas e reconstituições de eventos.


Aqui estão os primeiros vídeos dos 44 que serão publicados:


Reunião secreta na chegada de alienígenas em Laterre!
Esta notícia vem do Dr. Michael Salla, da American University, em Washington. Ele disse que recebeu um e-mail de dois colegas de confiança (Clay e Shawn Pickering) Clay e Shawn Pickering foram entrevistados pelo Projeto Camelot durante 4 horas. Eles se comunicam no fórum Open Minds desde a Primavera de 2008, e são a fonte de informações que tem circulado sobre as possíveis reuniões secretas nas Nações Unidas, em fevereiro do ano passado.

Eles retornam a suas muitas interações com um informante da Marinha dos EUA, a chamada 'Fonte A'. Disse por vários meses que as agências estão em contato com dois tipos de alienígenas:. Estranhas formas de vida e muito avançados, mas também representantes de uma particularmente e impressionante raça reptiliana. Parece que um certo número de países estão preocupados com o impacto do aumento de avistamentos de OVNIs e desejam ser informados do que está acontecendo. Sua fonte de informação, que está atualmente trabalhando no corpo diplomático, teve que viajar de manhã cedo para participar da reunião na Organização das Nações Unidas.

Já parece que a contagem regressiva está em andamento para divulgação oficial em 2013, e que os Estados Unidos e todos os países das Nações Unidas foram informados. O processo de aclimatação vai acelerar ao longo dos próximos cinco anos, aumentando o avistamentos de OVNIs em todo o mundo, forçando os governos a fazerem declarações políticas sobre UFOs e vida extraterrestre. Além disso, a fonte diz que os russos estão muito preocupados com a questão, bem como de outros países estão em causa. Prevê-se que o segredo UFO será revelado oficialmente em 2013.

Fonte: http://www.2012un-nouveau-paradigme.com

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Animação mostra a rotação da Lua, que não conseguimos observar aqui da Terra

Adoro admirar a Lua – é um espetáculo e tanto! Mas você já reparou que ela mostra sempre a mesma ‘face’ pra gente aqui na Terra? Será que ela não gira em torno de si mesma, como faz o nosso planeta? Nada disso! É que, à medida que a Lua gira em torno de seu eixo, como um peão, ela também gira em torno da Terra. A combinação dos dois movimentos faz com que vejamos sempre o mesmo lado do nosso satélite.
Apesar de ser chamada por alguns de ‘lado escuro’, essa parte ‘oculta’ da Lua é tão iluminada pelo Sol quanto a que a gente vê! Isso fica claro nessa animação produzida pela Nasa, a agência espacial norte-americana. O vídeo, feito com imagens de uma sonda em órbita do satélite, mostra o movimento de rotação que não conseguimos observar aqui da Terra:


Por falar em Lua, você sabia que duas outras missões espaciais vão chegar ao satélite já, já? Outra sonda das Nasa vai analisar a composição da finíssima atmosfera lunar a partir de outubro e um veículo-robô chinês, parecido com o que está em Marte, também vai para lá em breve. O que será que eles vão descobrir?

Fonte: http://chc.cienciahoje.uol.com.br

Cientista diz que Hercólubus está vindo

Vejam o vídeo!


Fonte: 13Gnosis

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Sonda da Nasa registra cânions com dunas formadas por ferro em Marte

Grãos escuros são derivados de minerais vindos de rochas vulcânicas.
Região do planeta tem mais de 4 mil km de extensão e 200 km de largura.

Imagem obtida pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter, da Nasa, em 31 de agosto (Foto: Nasa/JPL/University of Arizona)Imagem obtida pela Mars Reconnaissance Orbiter em 31 de agosto (Foto: Nasa/JPL/University of Arizona)

A sonda Mars Reconnaissance Orbiter, que orbita Marte desde 2006 à procura de evidências de água no passado, registrou uma imagem aérea do planeta vermelho em que aparecem cânions com dunas escuras formadas por ferro, contido em minerais derivados de rochas vulcânicas. Na Terra, as dunas de areia são feitas de quartzo.

A foto também mostra a interação de dois tipos diferentes de sedimentos arrastados pelo vento na superfície.

A imagem foi captada no dia 31 de agosto e divulgada nesta terça-feira (24) pela agência espacial americana (Nasa). A Universidade do Arizona, em Tucson, é responsável por operar o instrumento da sonda que fez o registro.

Esse cenário fica no "Labirinto da Noite", localizado na região vulcânica de Tharsis Rise, na região superior do sistema de cânions conhecido como Vales de Mariner. Essa região tem mais de 4 mil km de extensão, 200 km de largura e 7 km de profundidade.

Fonte: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Pattie Brassard e as principais revelações catastróficas secretas para a Terra

Traduzido e adaptado por Marcos Ancillotti

 

Pattie Brassard trabalhou para o Exército dos Estados Unidos, em particular no domínio das comunicações por satélite, em seguida, para a defesa de mísseis e outros serviços especiais. Na NASA, ele teve acesso a todos os canais de comunicação Top Secret para uso militar, incluindo os relatórios secretos enviados para especialistas da missão por sondas espaciais. 



Pattie Brassard foi entrevistado em 6 e 7 de Agosto de 2013, Rádio Veritas e seu currículo não deixa dúvidas de que a Sra. Brassard teve acesso a documentos secretos através das funções desempenhadas no exército, na Microsoft e na própria NASA. Sem hesitar, Brassard começa suas revelações sobre o acidente nuclear de Fukushima que ocorreu no Japão em 2011. "Sim, o tsunami e o terremoto foi um evento natural, mas não se esqueça que contornar este evento cataclísmico ocorreu em razão do alinhamento "natural", de acordo com o Sol que está entrando no sistema solar e agora pode ser visto por todos, mesmo antes da final deste ano.


Aqui estão algumas perguntas a que ele respondeu Pattie:

- A construção em tempo recorde um mega telescópio no deserto de Atacama.

- A construção de um supertelescópio na Antárctica.

- As sondas de monitoramento enviados a Marte.

- O telescópio moderno no Vaticano Lucifer 1 e a Sonda Siloé.

- A intensificação de cometas e asteróides.

- Aumento do número de meteoritos (bolas de fogo) que vêm para a Terra .... e assim por diante ... incluindo toda a preparação que temos visto e que tem se intensificado nos últimos meses, como a escavação de cidades subterrâneas e   a FEMA que está realizando o armazenamento de alimentos.

"As coisas só vão piorar a partir de agora"

Os militares e os cientistas da NASA devem ser capazes de calcular o alinhamento posterior do segundo sol (Planet X), causando um forte terremoto, de modo que será capaz de perturbar o estado da Califórnia, com o risco afundar no oceano. 



"As coisas só vão piorar a partir de agora" - comenta o ex-especialista da Nasa ", porque um segundo sol está chegando com seus sete planetas em órbita. Chame-o com o nome que você quiser (Planeta X, Nibiru, Hercólobus, absinto), é certo que ele nunca foi destinado a chegada. Segundo Sun é um décimo do tamanho do nosso Sol, mas um dos planetas em órbita, que traz com ele, é quatro vezes maior do que Júpiter (Kachina azul fornecido pelos índios Hopi). De acordo com a Sra. Brassard, vemos que as coisas pioram consideravelmente a partir de agora. Os planetas têm órbitas que passam a perturbar a rotação da Terra, como a diminuição do campo magnético e, em novembro de 2013 será o pior momento. Hoje estamos assistindo centenas de terremotos, inundações e meteoritos! As trilhas químicas (chemtrails) pulverizado por aviões comerciais e militares, principalmente no hemisfério norte, é uma tentativa desesperada para cobrir este "segundo sistema solar", o que trará (e já está trazendo) grandes problemas para o nosso planeta. 



NASA já sabe que nenhuma arma não é capaz de alterar o caminho do segundo sol


Tudo é inútil. "Chemtrails", que você vê é a pulverização nos céus de todo o mundo, são produtos químicos tóxicos que são utilizados, não só para cobrir o segundo sol, mas acima de tudo para reduzir a população (porque o número de mortes será de bilhões). Assim, os caixões preparados pela FEMA, que comprou muitos anos antes, irá ser usado para todas as mortes.
Ao amanhecer e ao anoitecer todos vão ver o segundo sol, mas nenhuma agência do governo vai dizer nada porque só a "elite" sabe de tudo isso e está se preparando. Toda a polêmica em torno do fim do mundo, 21 dezembro de 2012 foi deliberadamente inventado pela elite do poder para acalmar a população, porque sabia que todos iriam falhar com este quadro do fim do mundo, e tudo isso levaria as pessoas a não acreditar no fim do mundo, especialmente a de 2012, mas agora as pessoas devem se preparar para uma catástrofe global entre 2013/2014. A Elite sabe as datas exatas. Eles sabem que toda a grade de proteção do planeta serão danificados e as pessoas vão ficar sem energia elétrica durante a noite. Então, eles criaram um banco de sementes na Noruega e na biblioteca digital.
Comet ISON é maior do que o que eles dizem que é e sua cauda vai criar problemas para o nosso planeta. Ninguém vai dar aviso do que vai acontecer com a população. Eles querem que as pessoas sejam desinformadas, e que vai desviar para não criar problemas. Todas as crises da economia mundial são apenas uma desculpa, porque eles querem colocar uma venda nas pessoas ... e fazer tudo, desde que não se sabe que a radiação que atinge a Terra, será devastadora. Os níveis dos oceanos vão subir e muitos países serão submersas. Só então saberemos por que as pirâmides e outros templos construídos de pedra, no passado, eram e ainda são verdadeiras gaiolas de Faraday. 



O caos será enorme, mas um novo mundo irá surgir mais tarde 

Enquanto isso, as tropas militares irão atirar sem misericórdia naqueles que não estão em conformidade com as recomendações. Isso explicaria o movimento atual de equipamento militar dos EUA e na Europa, com a criação de grupos especiais de elite militar. Todos estão na expectativa de agitação civil. A presença de tropas estrangeiras como os russos e chineses em solo americano: a "elite" teria escolhido a América como o lugar onde o novo mundo vai amanhecer. 

De acordo com Brassard, a única salvação da radiação solar, são os abrigos subterrâneos, cavernas. Tudo o que irá queimar sobre a superfície. 
"A queda de meteoritos na Rússia não foi aleatória, era um teste. Eles testaram um raio a partir da Estação Espacial Internacional e analisaram os efeitos, ou seja, olharam como isso acabou. Felizmente alguém conseguiu interceptar o meteorito antes do impacto com o solo, o que teria sido devastador. A elite do poder já estão preparados para o fato de que nós temos a tecnologia para proteger o que está por vir. Nossas armas são inúteis. " 


Editado por Laura C. e Massimo F. 




Fonte: http://sonoconte.over-blog.it

sábado, 7 de setembro de 2013

"Cometa do século" se aproxima de Marte

 Por Vanessa Daraya

Antes de seu mergulho em direção ao Sol ser visto da Terra, Ison sobrevoará o planeta Marte antes de sua aproximação com nosso planeta, prevista para novembro

"Cometa do século" aproxima-se de Marte: o Ison pode ficar brilhante o suficiente ao ponto do jipe-robô Curiosity vê-lo a partir da superfície do planeta vermelho

São Paulo - O "cometa do século", Ison, fará uma visita ao planeta Marte em breve.
Antes de seu mergulho em direção ao Sol ser visto da Terra, Ison sobrevoará o planeta vermelho antes de sua aproximação com a Terra, prevista para novembro.
Cometas são corpos rochosos frios de pó e gelo. Alguns deles, como Ison, surgem do exterior do Sistema Solar, a partir de uma zona chamada a Neve de Oort.
Descoberto em setembro de 2012 por dois astrônomos russos, o Ison foi apelidado de "cometa do século" após previsões indicarem que ele poderia aparecer tão grande e brilhante como a Lua Cheia quando visto da Terra, em novembro deste ano.
Em 1 de outubro, o cometa deve passar a cerca de 10,5 milhões de quilômetros da superfície do planeta vermelho, cerca de seis vezes mais perto do que sua aproximação com a Terra.
Ison pode ficar brilhante o suficiente ao ponto do jipe-robô Curiosity vê-lo a partir da superfície de Marte.
Mas quem vai ter a melhor visão da passagem de Ison será a Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), segundo Carey Lisse, pesquisadora da Johns Hopkins University, nos Estados Unidos. Isso porque MRO está equipada com um telescópio poderoso destinado a fotografar a superfície de Marte, o HiRISE. Esse instrumento poderá olhar para o espaço e detectar a atmosfera do cometa e sua cauda.
O satélite já está pronto para registrar a passagem do cometa. Essas observações poderão ajudar os pesquisadores a estudar a passagem do cometa por Marte em 2014, que deve ser ainda mais perto.
Depois de passar por Marte em outubro, Ison se aproximará do Sol, em 28 de novembro. Os astrônomos estimam que o cometa estará afastado a apenas 1,16 milhão de quilômetros da estrela.
Alguns pesquisadores afirmam que o cometa deve ter que enfrentar uma temperatura de 2,7 mil °C ao passar perto da estrela, o suficiente para derreter ferro e chumbo. Também entrará no chamado limite de Roche, quando a força gravitacional do Sol poderá partir o núcleo do cometa. Esses fatores indicam que o futuro do cometa não deve ser tão brilhante quanto o previsto.

Fonte: http://exame.abril.com.br/ciencia/noticias

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Radar revela segredos do subsolo marciano

27/08/2013

010175130827-agua-em-marte-radar

Há muito mais em Marte do que aquilo que pode ser visto a olho nu. Usando a tecnologia de radar, a sonda Mars Express pode "ver" vários quilômetros abaixo da superfície.

O radar cria imagens de sub-superfície enviando ondas de rádio de baixa frequência em direção ao planeta, ondas estas que são refletidas por qualquer superfície com que se deparem.

Se bem que a maioria dos raios são refletidos pela superfície do planeta, alguns conseguem penetrar o subsolo até encontrarem com superfícies que separam materiais diferentes, tais como as que separam rochas, água e gelo.

Analisando o eco - a sua intensidade e tempo de retorno - a Mars Expressconsegue determinar a que profundidade estão as diferentes capas.

Esta imagem de radar mostra um corte de 5.580 quilômetros através das terras altas do sul de Marte, criada pelo instrumento MARSIS (Radar Avançado para a Investigação da Ionosfera e do Subsolo de Marte).

O lado direito é dominado pela vasta Bacia de Hellas. Com 7 km de profundidade e 2.300 km de largura, é uma das maiores bacias de impacto do Sistema Solar.

O pico brilhante, logo à esquerda do centro, corresponde ao polo sul de Marte.

E é aqui que o radar demonstra todo o seu potencial, porque por baixo de uma grossa capa de dióxido de carbono e gelo o aparelho detectou múltiplas camadas que se acredita serem de gelo e pó.

Estas formações, conhecidas como os Depósitos Estratificados do Polo Sul, estendem-se até uma profundidade de 4 quilômetros.

Acredita-se que sejam o resultado de diferentes ciclos de alterações climáticas que afetaram Marte, provocando variações na sedimentação do pó e do gelo.

Pelos dados do radar, os cientistas estimaram que estes depósitos estratificados contêm água suficiente para cobrir todo o planeta com uma capa líquida de 11 metros de profundidade!

Fonte: www.inovacaotecnologica.com.b

sábado, 17 de agosto de 2013

Nota de Esclarecimento

 

Querido amigos seguidores do Mundo UFO, e da minha página no Facebook. Quero informar que o Facebook bloqueou minha página Mundo Ufo, e tive que fazer outra. O novo endereço é: https://www.facebook.com/marcos.ancillotti.9/about

Agradeço a compreensão de todos, e nos veremos lá!

Abraços

Marcos Ancillotti

UFO ou Entidade Alien capturada em vídeo

Traduzido e adaptado por Marcos Ancillotti

Por  Danny Choy em 10/08/2013

Um OVNI foi capturado em fita em Naples, Flórida, na noite de ontem. Segundo os moradores de um condomínio de Nápoles, o OVNI foi avistado na piscina do complexo. Além disso, testemunhas relataram que o objeto misterioso permaneceu perto da piscina por 30 minutos!

ufo-over-swimming-pool

De acordo com o guarda de segurança do condomíio Debralee Thomas, ela estava monitorando a câmera de vigilância  no momento em que ela percebeu estranhas luzes sobre a piscina. As luzes pareciam que estavam liberando cargas elétricas voláteis que mudavam de forma conforme a intensidade da luz.

"Eu percebi que era algo que não era normal, então eu disse 'Oh meu Deus, o que é isso'", disse a NBC da localidade WBBH-TV .

Debralee Thomas tem experiência como um guarda de segurança  e tinha feito uma especialização em interpretação e identificação de imagens de vigilância. Enquanto as imagens bizarras são muitas vezes nada mais do que insetos voando perto da lente, mas nada foi visto antes como as imagens da segunda-feira à noite.

"Nós assistimos, e para ser honesta, eu estava tão agradecida que a imagem estava lá, então eu pude dizer que era real ... que realmente aconteceu", disse Thomas.

Thomas enviou o vídeo de vigilância para Mutual UFO Network, uma organização UFO baseado em Ohio, para uma investigação mais aprofundada. Segundo os especialistas, o vídeo parece autêntico. No entanto, ninguém foi capaz de explicar o fenômeno.

De acordo com WBBH-TV , um biólogo também analisou o vídeo e determinou que as luzes não poderiam terem sido lançadas por qualquer animal.

 

  Fonte: http://www.isciencetimes.com

UFO fotografado sobre o vulcão Popocatepetl

Traduzido e adaptado por Marcos Ancillotti

Por Scott Corrales

MÉXICO: majestoso e imponente Popocatepetl, o vulcão mexicano, já voltou para as manchetes do mundo como resultado de um estranho e não identificado objeto voador, ter sido fotografado em sua vizinhança. A montanha, que adquiriu notoriedade desde o ano passado, como resultado das múltiplas e enigmáticas seqüências de fotos de UFOs tiradas ao longo de sua cratera, é mais uma vez uma testemunha muda a estes fenômenos anômalos. Desta vez, uma câmera fixa a partir do site "Webcamsdemexico", que monitora a atividade de "Don Goyo" - apelido da montanha "- capturado um objeto seguindo uma trajetória errática.

Vejam o vídeo!

Fonte: http://www.ufodigest.com

Documento da CIA confirma existência da Área 51

placa-area-51-getty  

A Área 51, presente na cultura popular e em teorias da conspiração sobre extraterrestres, viagem no tempo e autópsias de alienígenas, apareceu em um documento oficial da CIA - a agência de inteligência americana - sobre um avião espião.  Contudo, não há dados sobre ETs. As informações são do site da ABC.

Segundo a TV, oficiais e ex-funcionários já falavam da existência da base militar e como ela foi usada para testes do avião U-2, mas é a primeira vez que o governo americano fala abertamente sobre a existência da Área 51 e dá dados específicos sobre seu funcionamento. O relatório inclusive mostra um mapa da área.

O documento de 400 páginas relata o programa de criação dos aviões espiões U-2 e Oxcart, entre 1954 e 1974. A primeira aeronave foi usada largamente pelo governo americano durante a Guerra Fria em missões de reconhecimento. A segunda foi substituída pelo avião SR-71. O texto, contudo, não fala sobre o uso da base após 1974.

Segundo o relatório, como o U-2 e o Oxcart voavam muito mais alto que os demais aviões de sua época, eles eram facilmente confundidos com óvnis. "Os testes de alta altitude do U-2 levaram a um efeito colateral inesperado - um enorme aumento no relato de objetos voadores não identificados (óvnis)", diz o documento. A Força Aérea alegou à época que os habitantes da região estavam vendo fenômenos naturais - e não uma aeronave ultrassecreta.

Área 51 foi usada para o desenvolvimento do avião espião U-2, afirma documento Foto: Getty Images

Área 51 foi usada para o desenvolvimento do avião espião U-2, afirma documentoFoto: Getty Images

"O voos do U-2 e, posteriormente, do Oxcart contam por mais da metade dos relatos de óvnis durante o final dos anos 50 e a maior parte dos 60", diz o documento.

A Área 51 foi aberta em 1955 e a segurança e a natureza secreta do local são constantes desde então. Segundo o relatório, a logística e principalmente o deslocamento de funcionários da Lockheed (que trabalhavam nos projetos) sem atrair a curiosidade da população local se tornou um desafio. A resposta foi levar de avião apenas o número necessário de profissionais na segunda-feira, e mandá-los de volta na sexta.

A Área 51 era chamada de "Paradise Ranch" ("Rancho Paraíso") ou simplesmente "the Ranch" ("o Rancho"), segundo o documento, para ficar mais atrativa aos empregados. Além disso, o texto relata três acidentes fatais com o U-2 em 1956.

O Arquivo de Segurança Nacional, da Universidade George Washington, conseguiu o documento com a CIA através de um requerimento de liberdade de informação e divulgou o conteúdo na quinta-feira.

Jeffrey Richelson, que fez o pedido, recebeu uma primeira versão em 2002, mas todas as menções à Área 51 haviam sido redigidas. Ele fez um novo pedido em 2005 e, há poucas semanas, recebeu o texto com referências à base.

Contudo, o documento aparentemente não dará fim às teorias da conspiração - já que partes do texto ainda estão editadas.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/espaco

domingo, 30 de junho de 2013

UFO fotografado na lua pela missão Apolo 15

Traduzido e adaptado por Marcos Ancillotti

Esta foto interessante foi registrada pela missão Apollo 15, da Nasa, a quarta a pousar na lua. A missão começou em 26 de julho de 1971, e terminou no dia 7 de agosto.

Fonte: www.latest-ufo-sightings.net

Vídeo de OVNI causa polêmica no Grande Recife

Bol 29/06/2013

Ufólogo acredita que possa ser uma nave; professor de astronomia diz que as chances são de ser um balão

Uma imagem está gerando polêmica entre os moradores do bairro de Águas Compridas, em Olinda, no Grande Recife.

Um objeto que apareceu no céu, para eles, pode ser um disco voador. A reportagem da TV Jornal levou o vídeo, gravado por um homem da comunidade no dia 21 de junho, para especialistas.

Vejam o vídeo!

 

Fonte: http://www.tribunahoje.com/noticia

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Uma mensagem alienígena ou uma caminhada de pedra?

Os cientistas estão tentando descobrir o misterioso objeto em Marte que deixou o que parece ser uma trilha em linha reta.

Esta estranha imagem foi capturada pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter da  NASA  perto da região de Nili Fossae de Marte. Os cientistas ainda não podem fornecer uma interpretação oficial. Nem os responsávies pelas fotografias obtidas pela Mars Reconnaissance Orbiter. Assim, a  imagem misteriosa do planeta vermelho criou muita polêmica na Internet. Alguns dizem que são os traços de uma criatura alienígena desconhecida, como um "yeti marciano. Especialistas da Universidade do Arizona, disse que se a resolução da imagem é de 25 centímetros por pixel, a criatura desconhecida deve medir cerca de quatro metros. Outros dizem que a origem da linha são os turbilhões de  Marte , mas neste, você não consegue entender porque a linha é tão reta e estreita e é composta por várias linhas que têm uma estrutura descontínua em intervalos iguais ao longo de seu comprimento.  A composição das ranhuras  levou os internautas a sugerirem que pode haver ou há uma inclinação nesta parte de Marte, onde grandes pedras que caíram na superfície do planeta se formou 'rails'. Mas, neste caso, ainda não está claro se essas pedras rolaram da encosta juntas ou não, e qual acontecimento em Marte que poderia ter feito isso  precipitar de maneira tão "pacífica", escreve a revista 'New Scientist'.

Fonte: http://actualidad.rt.com/ciencias

Abduções serviriam para contribuir com evolução humana, dizem ufólogos

Por Fabricio Escandiuzzi

Ufólogos e pesquisadores afirmam que os casos de abdução registrados nos últimos anos teriam como objetivo “contribuir para a evolução da espécie humana”.

A afirmação ocorreu durante o I Fórum Mundial de Contatados, que atraiu centenas de amantes da ufologia e testemunhas de existência de extra terrestes este final de semana, em Florianópolis.

O professor Marco Antonio Petit, que tem seis livros publicados sobre o tema e estuda ufologia há mais de 30 anos, o interesse dos ETs em casos de abdução seria ajudar o desenvolvimento dos seres humanos. “Os estudos sobre abduzidos realizados há mais de 30 anos mostram que existe o interesse em ajudar na evolução da espécie humana”, afirma ele, que foi um dos palestrantes do Fórum. “Essa ajuda é promovida por intermédio do nosso DNA. O ato é realizado justamente a partir da abdução”.

Ufólogos contaram suas experiências no Fórum Mundial de Contatados Foto: Fabricio Escandiuzzi / Especial para TerraUfólogos contaram suas experiências no Fórum Mundial de ContatadosFoto: Fabricio Escandiuzzi / Especial para Terra

Na opinião de Petit, o número de fenômenos ufológicos teria aumentado nas últimas décadas. “Podemos afirmar sem sombra de dúvidas que o fenômeno UFO vem tendo um acréscimo significativo, principalmente no número de objetos avistados”, diz ele, que foi um dos maiores defensores da abertura de documentos secretos da Força Aérea Brasileira sobre o tema.
A “evolução humana” por intermédio da atuação de seres alienígenas foi citada em outra palestra do encontro. As palestrantes Mônica Medeiros e Margarete Áquila mostraram casos de crianças “superinteligentes”, que realizam em segundos cálculos complexos de matemática e possuiam conhecimentos aprofundados em geografia com poucos anos de vida. 

“É isso que eles querem transmitir como mensagem: a nova raça já está aqui”, afirma. “A gente só precisa ser sábio para identificar as mensagens que essas crianças especiais estão nos passando”.

Professor A.J. Gevaerd foi um dos organizadores do evento Foto: Fabricio Escandiuzzi / Especial para TerraProfessor A.J. Gevaerd foi um dos organizadores do eventoFoto: Fabricio Escandiuzzi / Especial para Terra

O professor A.J. Gevaerd, um dos organizadores do evento, destacou que o encontro é um “divisor de águas” na ciência brasileira. “Nossa ufologia é bem avançada, mas pela primeira vez colocamos frente a frente pesquisadores, acadêmicos ou não - e os contatados para debater o assunto”, destaca. “Entre os contatados estão aqueles que são levados para as naves, os que viram ou filmaram OVNIs”.

Os casos de aproximação extraterrestre seriam mais comum dos que imaginamos, segundo defende Gevaerd. “Os casos de aproximação são inúmeros”, disse. “Queremos mostrar que são fatos quase quase corriqueiros e principalmente que essas pessoas são pessoas como nós, normais, sérias e sem problema mental. São pessoas de credibilidade”.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/espaco

Militar que viu óvni diz que ETs controlam arsenal dos EUA

Governo dos EUA manteria um “Arquivo X” que comprovaria a presença de ETS na Terra e o controle dos arsenais nucleares, segundo defende o militar Robert Salas

Por Fabricio Escandiuzzi

Reformado pela Força Aérea dos EUA, o capitão participa, neste final de semana, do I Fórum Mundial de Contatados, realizado em Florianópolis. Ele cita um polêmico caso ocorrido ainda na década de 60 e transformado em inúmeros livros e documentários. E mantém a tese de que os EUA e o Reino Unido não só mantêm arquivos secretos, como alega que arsenais nucleares seriam “vigiados e até meso desarmados” por grupos de  alienígenas.

Robert Salas é militar reformado pela Força Aérea dos EUA Foto: Fabricio Escandiuzzi / Especial para Terra

O caso teria ocorrido em 16 de março de 1967 na base de Malmstrom, em Montana, mas ganhou grande repercussão em 2010. O oficial garante que oficiais teriam visto grandes luzes, identificados óvnis e que, logo após, cerca de dez misseís estariam desarmados e com parte das ogivas danificadas. “Eu estava de serviço juntamente como o comandante Fred Wymald e fomos informados de intensas atividades. Um dos guardas disse ter visto luzes estranhas ao redor do local da instalação das ogivas”, disse. “Não eram aviões, já que não estavam fazendo nenhum barulho e não eram helicópteros. O guarda disse que os objetos estavam fazendo algumas manobras muito estranhas e ele não podia explicar”.

Meia hora depois, segundo Salas, outro relato:  "O mesmo guarda, muito abalado, diz que havia um objeto vermelho brilhante pairando diante do portão da frente e que os militares já estariam de armas em punho”.

Há ETs na Terra trabalhando com os EUA, diz ex-ministro canadense

Há ETs na Terra trabalhando com os EUA, diz ex-ministro canadense

Após o fenômeno, Salas recorda que muitos dos mísseis armazenados no arsenal começaram a apresentar problemas. “Quando cheguei ao local, percebemos que os mísseis estavam tortos, completamente tortos”, disse. “Uma investigação foi feita sobre o assunto, mas nada se aproximou da causa do fenônemo”.

Eles estiveram e sempre estarão por aqui, diz Robert Salas   Foto: Fabricio Escandiuzzi / Especial para Terra

Eles estiveram e sempre estarão por aqui, diz Robert Salas

Em meio as palestras, Robert Salas concedia autógrafos em livros e esbajava simpatia ao falar sobre os fenômenos ufológicos. Ele conta que relatou o ocorrido aos superiores, mas que o caso nunca foi adiente. “Tivemos que assinar um acordo de não divulgação dizendo que esta informação era confidencial”, conta. “Não estávamos a liberar isso para ninguém, nem mesmo para nossa família”.

Personagem carimbado em séries e documentários de TV sobre óvnis, Salas se transformou em uma das grandes atrações do evento brasileiro. Mas, mesmo passado tantos anos, ainda se recusa a falar se a presença dos ETs teria como principal objetivo fazer com que a humanidade abandone as armas nucleares. Com um sorriso no rosto, o ex-oficial se limita a afirmar. “Eles estiveram e sempre estarão por aqui”.

Fonte: http://noticias.terra.com.br

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Sonda da Nasa encontra indícios de água potável em rocha de Marte

!cid_image002_jpg@01CC5B67

Uma das rochas mais antigas de Marte contém amostras de barro formado em água não-ácida, um ambiente potencialmente adequado para que a química da vida primitiva se desenvolva, anunciou a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana).

Após analisar a rocha Esperance 6, localizada na cratera Endeavour, o Opportunity, veículo movido a energia solar que explora o planeta vermelho desde janeiro 2004, indicou que a água capaz de sustentar vida fluiu com abundância em Marte, através de algum tipo de fissura, deixando para trás uma concentração muito alta de minerais de argila.

"Esta é uma evidência de que a água interagiu com esta rocha e mudou sua química, alterando sua mineralogia de forma dramática", afirmou Steve Squyres, pesquisador da Universidade Cornell e principal cientista da missão. "O que é interessante nessa descoberta é que aponta para um pH neutro em um momento muito cedo na história marciana."

O Opportunity já tinha encontrado, junto com a sonda Spirit, que foi desligada há três anos, evidências sobre ambientes aquosos no passado primitivo de Marte, mas as rochas estavam modificadas por água altamente ácida. Embora existam micróbios na Terra que "gostam" de acidez, cientistas afirmam que os blocos químicos de construção de vida precisam de condições mais neutras para evoluir. Por isso, Squyres descreveu a pesquisa como "uma das mais importantes" da missão.

"O que temos aqui é uma química muito diferente. Essa é uma água que podemos beber," disse. "Essa é a prova mais forte de água de pH neutro que foi encontrada pelo Opportunity."

Segundo o pesquisador, a análise revela traços de um tipo de água potável que data do primeiro bilhão de anos da história de Marte, quando rochas de argila estavam se formando com um pH mais neutro, antes que as condições se tornassem mais severas e a água ficasse mais ácida.

Foram necessárias sete tentativas até que os cientistas conseguissem posicionar o robô adequadamente para arranhar a superfície da rocha e observar o que havia embaixo dela. Ao contrário do Curiosity, que pousou no lado oposto de Marte em agosto do ano passado, o Opportunity não tem nenhuma perfuradora ou laboratório químico a bordo para obter e analisar amostras.

Ele usou seus instrumentos - ferramenta de abrasão, espectrômetro de partículas alfa e raios-X e um gravador de imagens microscópicas – para pesquisar a mineralogia básica da rocha e enviar detalhes para os cientistas.

Agora, o Opportunity está se encaminhando para o sul do planeta, ao longo da borda da cratera Endeavour, em direção à uma pilha de rochas que poderão dar mais pistas sobre a transição de um mundo quente e úmido para o deserto frio, seco e ácido que existe atualmente em Marte. A Nasa espera que ele chegue no novo alvo até 1º de agosto.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/ciencia

domingo, 9 de junho de 2013

Primeiras imagens de Marte em 3D: Vídeo publicado do planeta feito pela câmera estéreo

  Traduzido e adaptado por Marcos Ancillotti

Foto

O Centro Aeroespacial Alemão (DLR) apresentou um vídeo em 3D e fotos de Marte feitas pela câmera estéreo Europeia da nave espacial Mars Express durante os últimos 10 anos.  No dia 02 de junho marca o décimo aniversário de sua jornada ao planeta vermelho.

A Mars Express foi lançada de Baikonur em 2 de junho de 2003 e voou da órbita de Marte mais de 12.000 vezes. 

A câmera a bordo do navio permite aos cientistas ver Marte em três dimensões.

Foto

Valas, vales ramificados , fluxos de lava, e a montanha mais alta no universo: esta é a topografia de Marte .

 Foto

"Pela primeira vez podemos ver Marte em três dimensões", diz o professor Ralf Jaumann do DLR.
 Foto

Com uma precisão de menos de 100 metros foi capturada quase toda a superfície de Marte.  Assim você pode ver perturbações atmosféricas, como nuvens, nevoeiro e redemoinhos de poeira.

Foto

Com as imagens da câmera cientistas alemães, por exemplo, descobriram que a atividade vulcânica em Marte ainda é relativamente jovem: alguns dos vulcões da província Tharsis estavam ativos alguns milhões de anos, o que para os geólogos é o passado recente do planeta.

Foto

A missão da Agência Espacial Europeia (ESA) Mars Express  vai até o final de 2014.

Foto

Fonte: http://actualidad.rt.com/ciencias

sábado, 8 de junho de 2013

Robô Curiosity, da Nasa, parte para explorar monte em Marte

 Reuters

O robô Curiosity, da Nasa, está a caminho do monte Sharp, o alvo principal de uma missão de dois anos para procurar habitats nos quais poderia ter existido vida, disseram especialistas nesta quarta-feira.

 Foto

Pedra na cratera Gale deve ser estudada em Marte antes de a Curiosity partir para seu último destino, o monte Sharp

O jipê-robô aterrissou dez meses atrás numa área de cratera gigante perto da linha do equador do planeta, um local escolhido por causa de rochas em camadas, de 5 quilômetros de altura. Em vez de ir diretamente para o monte Sharp, os cientistas queriam explorar uma área na direção oposta, onde imagens tiradas da órbita mostraram três tipos diferentes de rochas se unindo.

O Curiosity perfurou uma amostra a partir de uma laje de rocha e imediatamente atingiu poeira. As análises mostraram que continha seis elementos necessários para a vida microbiana - hidrogênio, carbono, oxigênio, nitrogênio, enxofre e fósforo - mais água que não tinha sido muito ácida nem muito salgada.

Após um intervalo de um mês causado por um bloqueio de comunicações pelo sol, no mês passado o jipê-robô dirigiu cerca de 2,7 metros e perfurou outra pedra de argila. A análise da amostra ainda não foi concluída, disse o cientista Joy Crisp, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa em Pasadena, Califórnia, em declaração a repórteres em uma teleconferência nesta quarta-feira.

Na segunda-feira, os cientistas enviaram comandos para o robô se movimentar e começar a dirigir rumo à base do monte Sharp, localizada cerca de oito quilômetros a sudoeste de sua posição atual.

Vai ser uma viagem lenta e tortuosa. Estão programadas pelo menos três paradas para os estudos científicos, incluindo medições para determinar o quanto mais seca a região fica à medida que o Curiosity se afasta da baía Yellowknife Bay, área de baixa altitude onde realizou suas primeiras investigações.

"Vamos manter nossos olhos abertos enquanto dirigimos e se, de fato, passar por algo que seja incrível, nós realmente podemos retornar e averiguar, mas não há nada que estejamos vendo, da órbita, que seja algo como uma evidência superconvincente de que haja vida ou algo parecido com isso", disse Crisp.

"O que temos é um desejo real de chegar ao monte Sharp", acrescentou.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo

Inundação em Marte

Por Cássio Barbosa – 07/06/2013

Há milhões de anos o clima em Marte devia ser bem diferente. Provavelmente com uma atmosfera mais densa, o efeito estufa mantinha a temperatura em níveis mais altos, podendo manter a água em estado líquido em sua superfície. Com isso, verdadeiros rios deveriam existir em sua superfície.

Mas será mesmo? Diversas evidências apontam para isso e uma delas foi estudada em detalhes pela sonda Mars Express da Agência Espacial Europeia (ESA na sigla em inglês). Essa semana, a agência divulgou as imagens em alta resolução de um acidente geográfico marciano batizado de Vale Kasei, um dos maiores sistemas de canais de Marte, com 3 mil km de extensão e uns 3 km de profundidade.

O canal se origina no Vale Mariner, um dos maiores vales do Sistema Solar, formado por uma rede de cânions com mais de 4 mil km de extensão, uns 200 km de largura e até 7 km de profundidade. A sua origem é um tanto controversa, com teorias que vão desde o fluxo de água corrente, até fraturas das camadas superficiais do relevo marciano. É mais provável que uma combinação de várias causas deve formado um vale tão impressionante como esse.

Já o Vale Kasei mostra claramente ter sido formado por um fluxo bem volumoso de água. Ele se divide em dois braços que contornam uma área, uns 2 km acima do leito do vale, como uma grande ilha chamada de Sacra Mensa. Essa ilha resistiu à erosão da água e todo o seu entorno foi escavado pelo fluxo de água corrente.

Já mais abaixo, a água literalmente apagou a borda sul de uma cratera de 100 km de diâmetro que estava em seu caminho, tamanho deveria ser o seu volume. Mas nessa imagem, é possível notar que em outros pontos o fluxo de água contornou alguns obstáculos pelo caminho, conforme o fluxo foi se dispersando.

A semelhança com os rios terrestres é muito grande, mas nesse caso marciano a origem dessa água toda deve ter sido muito diferente. Imagina-se que o fluxo de água que causou essa inundação catastrófica literalmente brotou do solo, depois que a atividade tectônica fraturou a superfície de Marte e fez a água surgir do subsolo há mais de 3 bilhões de anos. Para aumentar ainda mais o volume de água corrente, a atividade vulcânica derreteu o gelo e a neve nas proximidades. Finalmente, glaciações sucessivas deram a forma final dos canais.

Depois que a fonte secou e a água se foi, crateras de impactos mais recentes e dunas de areia formadas pelo vento deram o toque final ao cenário. Hoje um panorama silencioso ao sabor dos ventos, só podemos imaginar num cenário de rios caudalosos e enxurradas gigantescas escavando o terreno, tal como os rios na Terra.

Crédito: Agência Espacial Europeia (ESA)

Fonte: http://g1.globo.com/platb/observatoriog1

UFO aparece e assusta moradores na Colômbia

Prefeito garantiu que se tratava apenas de uma tocha lançada pelo exército

Um UFO (Unidentified Flying Object), teria aparecido nos céus da cidade colombiana de Pradera, na noite de segunda-feira, dia 03. Por voltas das 20h40 uma luz estranha surgiu no céu, permanecendo por seis minutos.
Os moradores do local se assustaram. Segundo eles, a luz mudou de posição em alta velocidade por três vezes.
O prefeito da cidade disse que se tratava de uma tocha de sinalização lançada pelo exército.
Veja o vídeo em espanhol:

Fonte: http://noticias.band.uol.com.br/mundo

UFO atinge avião comercial na China

A aeronave estava a uma altitude de 26 mil pés (oito mil metros) quando foi atingida pelo objeto não identificado; veja imagens:

Foto

Um UFO (Unidentified Flying Object) atingiu a ponta de um avião comercial na China, no início desta semana, entre Chengdu e Guangzhou.
A aeronave estava a uma altitude de 26 mil pés (oito mil metros) quando foi atingida pelo objeto não identificado.

Foto

O incidente aconteceu pouco após a decolagem. Ninguém ficou ferido e o avião conseguiu pousar, segundo a imprensa local.

Fonte: http://noticias.band.uol.com.br/mundo/noticia

terça-feira, 4 de junho de 2013

NASA filmou um objeto voando sobre a terra

Traduzido e adaptado por: Marcos Ancillotti

A imagem foi publicada no site da Estação Espacial Internacional e gerou muito debate entre as pessoas sobre a existência de vida extraterrestre.

La NASA filmó un OVNI volando sobre la Tierra

Um OVNI em forma de disco foi fotografado pelo NASA. O estranho objeto voador não identificado pode ser visto emitindo um arco-íris estranho, como se fosse luzes coloridas sobre a superfície da Terra.

Um famoso escritor norte-americano e ufólogo, Scott C. Waring disse sobre a imagem: "Olhe atentamente para a foto publicada pela NASA, podemos ver claramente um disco voador nela, e um brilho estranho ao seu redor, que ninguém vai perceber que há uma aura brilhante em torno do UFO. Isto indica claramente que é uma nave. Aparentemente, os astronautas da NASA penseram que era interessante o suficiente para tirar algumas fotos do objeto estranho e, acidentalmente ou não, foi publicado pela própria Estação Espacial Internacional.

Depois que a imagem foi postada on-line, gerou um debate entre muitas pessoas, alegando que é uma clara evidência de vida extraterrestre, mas muitos outros simplesmente disseram que era um defeito na lente da câmera.

Sobre os avistamentos recentes de OVNIs, muitos estão se perguntando o que está acontecendo? A verdade é que, recentemente, muitas pessoas relataram evidências de OVNIs em todo o mundo. Alguns ufólogos, alegando que tanto a fotografia fornecida pela própria NASA, como o grande número de avistamentos, não são mero acaso, e é o prelúdio de algum tipo de evento que afeta a Terra.

Uma dessas aparições ocorreu no dia 2 de maio, onde uma pessoa de San Lorenzo, na Califórnia, afirmou ter visto estranhas luzes laranja no céu. A testemunha acrescentou que o objeto apareceu do nada depois de um forte barulho ensurdecedor. O objeto permaneceu imóvel no céu por cerca de 30 segundos emitindo uma luz vermelha, laranja e amarela: "Eu ouvi um som alto até que me chamou a atenção e todos os cães do edifício começaram a latir, olhei para cima e vi um objeto muito brilhante que estava piscando luzes laranja, vermelho, amarelo, azul e branco aleatoriamente através de sua forma, que parecia ser retangular ", disse a testemunha.

Fonte: unifagrupo

Nasa desvenda mistério da gravidade na Lua

Em geral, a Lua tem cerca de um sexto da gravidade da Terra. Mas essa força não é distribuída de forma homogênea.

Nasa desvenda mistério da gravidade na Lua com sondas espaciais

A Nasa acredita que com a compreensão do fenômeno será possível aumentar a precisão da navegação dos satélites afetados pelas variações gravitacionais

São Paulo – A Nasa, agência espacial americana, conseguiu desvendar o mistério da gravidade irregular na Lua. Após uma missão de nove meses, os cientistas descobriram que as diferenças de força gravitacional no satélite natural da Terra se formaram devido ao impacto de asteroides e cometas sobre a superfície.

Em geral, a Lua tem cerca de um sexto da gravidade da Terra. Mas essa força não é distribuída de forma homogênea. A gravidade da Lua varia de região para região, o que afeta o projeto de naves que ficam na órbita lunar. Mapas gravitacionais das planícies lunares mostram bolsões até então inexplicáveis de gravidade extra, o que indica depósitos ou estruturas subterrâneas.

Conhecer a estrutura interior da Lua é importante para remontar a história do que aconteceu por lá desde a formação do satélite, há cerca de 4,5 bilhões de anos. Por isso, o Laboratório de Recuperação da Gravidade e Interior (Grail, na sigla em inglês) conduziu a missão de nove meses.

A bordo do foguete United Launch Alliance Delta 2 viajaram duas sondas idênticas, projetados para revelar os altos e baixos do campo gravitacional lunar, o que dá aos cientistas pistas sobre seu interior. Elas revelaram a localização das áreas mais densas, algo que as câmeras tradicionais não conseguiam mostrar.

O artigo sobre a pesquisa foi publicado na revista científica “Science”. A Nasa acredita que com a compreensão do fenômeno será possível aumentar a precisão da navegação dos satélites afetados pelas variações gravitacionais.

Os cientistas acreditam que a descoberta também pode ser relevante nos estudos sobre a geologia da própria Terra. Isso porque o planeta sofreu impactos similares no passado. Os cientistas acreditam que a Lua foi "construída" com enormes pedaços de material expelidos da Terra após uma colisão com um objeto que poderia ser tão grande quanto Marte. Entender as concentrações de massa pode ensinar sobre como as placas tectônicas surgiram, por exemplo.

Fonte: http://exame.abril.com.br

Radiação - Viajar até Marte é o mesmo que fazer uma TAC por semana

Ir até Marte é aventura de uma vida, em especial, para os astronautas que se preparam para a viajem durante anos. Mas sabe-se agora que é um ‘passeio’ que traz riscos acrescidos de cancro devido a radiação. Um estudo publicado na revista Science revela que os níveis são os mesmos de fazer uma TAC por semana.

Viajar até Marte é o mesmo que fazer uma TAC por semana

Uma viagem a Marte aumenta as possibilidades dos astronautas desenvolverem cancro, pois são expostos a níveis altos de radiação.

Um estudo publicado na revista Science revela que a exposição traz um risco extra entre os 3% e os 25% de cancro.

“O nível de exposição à radiação que medimos está exactamente no limite, ou talvez, acima do considerado aceitável pela Nasa e outras agências espaciais, para uma carreira inteira como astronauta”, afirma um dos autores do estudo, Cary Zeitlin.

O responsável diz ainda que uma viagem a Marte “equivale a fazer uma TAC a cada cinco ou seis dias”, isto sem contar com a radiação da estadia no planeta.

Fonte: http://www.noticiasaominuto.com/mundo

domingo, 2 de junho de 2013

Pedregulhos revelam antigo rio em Marte

DA ASSOCIATED PRESS

Uma nova análise feita pelo jipe-robô Curiosity, que está explorando a superfície de Marte desde o ano passado, revela que um rio já cruzou a cratera Gale, local de seu pouso.

Durante uma parada em 2012, o jipe achou centenas de pedrinhas redondas e lisas, muito parecidas com as encontradas em leitos de rios na Terra.

Cientistas concluíram que a sonda havia encontrado um leito de um antigo rio, mas ainda precisavam estudar as pedras com mais cuidado. Então o Curiosity tirou fotos em alta resolução e disparou seu laser em várias pedras para analisar sua composição química.

Segundo os pesquisadores, o formato redondo das pedras foi consequência da correnteza do rio cujas águas deveriam bater no mínimo nas canelas e no máximo até a cintura.

Fonte:  http://www1.folha.uol.com.br/ciencia

sábado, 18 de maio de 2013

Ufólogos discutem sobre ETs e fazem vigília no litoral de São Paulo

 

Rafael Motta
Do UOL, em Santos (SP)

Óvni com tamanho estimado em 40 metros de diâmetro é fotografado entre Manaus e Belém, sobre a floresta, pela tripulação de um Boeing da Varig, em 1976; além do registro fotográfico e do depoimento da tripulação, o artefato foi detectado pelo radar de bordo, segundo a revista UFO

Óvni com tamanho estimado em 40 metros de diâmetro é fotografado entre Manaus e Belém, sobre a floresta, pela tripulação de um Boeing da Varig, em 1976; além do registro fotográfico e do depoimento da tripulação, o artefato foi detectado pelo radar de bordo, segundo a revista UFO

Primeira cidade do país a ter um roteiro turístico direcionado ao estudo de óvnis (objetos voadores não identificados), Peruíbe (135 km de São Paulo) receberá um encontro ufológico entre esta sexta-feira (17) e domingo (19). Esta é a nona edição do evento, na qual haverá uma conferência internacional sobre vida extraterrestre e uma vigília, no sábado (18) à noite, à espera de possíveis aparições de discos voadores.

Entre os palestrantes está o norte-americano Donald Schmitt, um dos mais destacados pesquisadores de uma ocorrência que estimulou estudos ufológicos no mundo todo: o "Caso Roswell", segundo o qual uma nave alienígena caiu no Estado do Novo México (Estados Unidos) em 1947. Ainda hoje, Schmitt planeja expedições em busca de evidências físicas do acontecimento.

Outros temas em debate consistirão na análise de contatos com extraterrestres e abduções, evidências sobre UFOs (sigla em inglês para óvnis), intervenções alienígenas na Terra e os objetivos da Nasa (agência espacial norte-americana) em suas pesquisas de campo no planeta Marte.

Em Peruíbe, os encontros ufológicos ocorrem por se tratar de uma cidade onde moradores dizem ter visto naves espaciais, a mais recente delas em agosto de 2008. O ufólogo Ademar José Gevaerd, organizador do encontro e desde 1985 editor da revista especializada "UFO", afirma que os relatos de sobrevoos de óvnis à cidade começaram na década de 1990.

"E, desde 2007, o governo brasileiro detém uma espécie de vanguarda em [considerar a existência de] discos voadores. Em abril deste ano, ufólogos e membros das Forças Armadas abordaram o assunto no Ministério da Defesa, e a Aeronáutica já determinou que casos do tipo sejam registrados e enviados ao Arquivo Nacional para conhecimento público", diz Gevaerd.

O ufólogo, que também preside o CBPDV (Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores), diz lamentar que cientistas "não se infiltrem" na pesquisa de formas de vida fora do planeta. "Estudamos que, à medida que as espécies evoluem, desenvolvem voos espaciais. Nós exploramos 20% do sistema solar, e há [seres] científica e astronauticamente mais evoluídos do que nós".

Até o momento, cerca de 740 pessoas de todo o país se inscreveram para o encontro, de acordo com o departamento de Turismo de Peruíbe. A abertura está marcada para as 20h desta sexta. A vigília ufológica será na praia do Centro, perto do Aquário Municipal, das 21h à meia-noite de sábado.

Crédito imagem: Revista UFO

Fonte: http://noticias.uol.com.br

domingo, 21 de abril de 2013

Ministério da Defesa e ufólogos abrem canal para troca de informações sobre óvnis

“Foi uma reunião super-histórica e inédita, não só no Brasil como em todo o mundo. Nunca um Ministério da Defesa recebeu ufólogos para debater o tema”, disse à Agência Brasil o editor da revista UFO, Ademar José Gevaerd

Foto

Brasília – Motivado pelo grande número de pedidos sobre arquivos envolvendo óvnis –objetos voadores não identificados - apresentados com base na Lei de Acesso à Informação, o Ministério da Defesa abriu ontem (18) o primeiro canal de comunicação com estudiosos sobre o assunto, chamados ufólogos, em reunião ocorrida na capital federal.

“Foi uma reunião super-histórica e inédita, não só no Brasil como em todo o mundo. Nunca um Ministério da Defesa recebeu ufólogos para debater o tema”, disse à Agência Brasil o editor da revista UFO, Ademar José Gevaerd.

Segundo o coronel da Aeronáutica Alexandre Emílio Spengler, responsável pelo Serviço de Informações ao Cidadão do Ministério da Defesa, o tema é, disparado, o mais buscado entre os cidadãos que fazem uso da Lei de Acesso à Informação para pedidos dirigidos à área militar, o que acabou dando mais relevância à abertura de diálogo entre governo e estudiosos.

“Até o momento foram 107 pedidos. Só para a Força Aérea foram feitas 65 solicitações. Em segundo lugar, com apenas 27 pedidos, estão as informações sobre remuneração de militares”, informou à Agência Brasil o coronel.

Os ufólogos ficaram otimistas com a recepção. “As autoridades deixaram claro que o ministro [da Defesa] Celso Amorim respeita a ufologia e o trabalho dos ufólogos, e que vão levar adiante a ideia de estabelecer, com a Comissão Brasileira de Ufólogos, um canal de comunicação para alcançarmos, sem obstáculos ou desvios, as três Forças Armadas, sempre que precisarmos de informações sobre o assunto”, disse Gevaerd.

Os entendimentos iniciados com o governo brasileiro serão divulgados mundialmente pelos estudiosos brasileiros. “Isso será informado a ufólogos de todo o mundo na semana que vem, quando participaremos do Congresso Mundial de Ufologia em Washington. Sem dúvidas, todos os holofotes estarão sobre o Brasil”, acrescentou.

De acordo com o Ministério da Defesa, dos 107 pedidos de informação relacionados a óvnis, 26 foram deferidos e resultaram na entrega de algum tipo de documento ao solicitante. Os demais foram negados.

“Todos os [pedidos] negados, até o momento, foram por não termos a informação ou por ela ainda estar sob sigilo”, explicou Spengler. Segundo ele, há a possibilidade de o sigilo estar justificado pelo fato de envolver “assuntos relacionados à segurança nacional”. Alguns deles, classificados como secretos ou ultrassecretos.

O Comando da Aeronáutica já entregou os documentos não classificados relativos a óvnis ao Arquivo Nacional, por determinação de uma portaria. Há, segundo a Defesa, alguns documentos do Exército que não foram entregues porque foram extraviados.

“O Exército já admitiu que parte dos documentos pode ter sido destruída, o que de fato era permitido por um decreto de 1977 [Decreto 79.099], que permitia a destruição de documentos sigilosos, bem como de eventuais termos pedindo a destruição”, informou Spengler. Segundo ele, não há estimativas sobre o número de documentos destruídos sob respaldo do decreto.

Entre os documentos mais solicitados pelos ufólogos, mas ainda sem resposta, está o da Operação Prato, ocorrida no município de Colares (PA), na década de 70, em que militares da Aeronáutica fizeram uma operação tendo por base relatos de cidadão da região sobre avistamentos de objetos luminosos. Segundo os ufólogos, durante o episódio, médicos atenderam diversas vítimas de queimaduras causadas pelos óvnis.

A expectativa é que, a partir do próximo 1º de junho e no máximo até a mesma data do ano que vem, após seguir os trâmites legais, as autoridades comecem a divulgar informações sobre casos como este.

Em nota divulgada pelo Ministério da Defesa, o secretário de Coordenação e Organização Institucional do Ministério, Ari Matos, disse que as informações que ainda não se tornaram públicas são exceções, e que a regra geral é "disponibilizar todos os documentos". Segundo ele, alguns casos ainda têm que obedecer ao prazo legal, "mas isso é uma questão que em breve será solucionada".

Fonte: Pedro Peduzzi, Agência Brasil