sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Principal homem da força aérea italiana admite vida extraterrestre

26 de fevereiro de 2009

Por Michael Cohen
Tradução: Milton Dino Frank Junior

image

Ilustração

Os Italianos estão fazendo insistentemente a pergunta: o que está acontecendo nos nossos céus?
No ano passado foram registrados mais avistamentos de OVNIs na Itália do que em qualquer ano anterior e isto está chamando a atenção da mídia.
O Vaticano admitiu recentemente a idéia de vida em outros planetas àqueles que perguntam se o Papa sabe mais sobre o tópico em questão.
Agora um chefe da força aérea está admitindo que os extraterrestres pudessem estar por detrás dos incidentes envolvendo OVNIs.
Nas últimas semanas saíram várias notícias na mídia sobre histórias de OVNIs. O programa de TV 055 News, explicou que a força aérea italiana registrou 38 avistamentos de OVNIs desde 2001. Em 2008 três avistamentos foram investigados pela força aérea e apanhados por seus radares.
O primeiro e talvez um dos mais interessantes aconteceu no dia 2 de março à noite, onde um objeto esférico, de cor branca e emitindo um raio vermelho foi visto voando a 200 metros sobre o chão na cidade de Teresina.
O segundo avistamento ocorreu no dia 28 de julho quando várias pessoas em Riccione inclusive os membros da força aérea italiana viram um objeto com formato irregular, ‘girando em torno de si mesmo, desaparecendo rapidamente logo após.
O terceiro avistamento registrado pela força aérea aconteceu no dia 21 de agosto quando os cidadãos de Riccone viram um objeto misterioso novamente no céu, desta vez era uma esfera vermelha brilhante.
Roberto Di Giorgio, principal homem da segurança geral da força aérea italiana comentou as notícias publicadas na mídia italiana que todos os 38 casos registrados pela força aérea não têm nenhuma explicação imediata.
Ele ainda disse que não podemos eliminar a possibilidade da inteligência extraterrestre em relação a estes avistamentos embora também tenha dito que não podemos provar que os extraterrestres estão por detrás destes avistamentos.

Fonte: CUB Brasil

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

UFOS atacam a Ucrânia?

Tradução Marcos Ancillotti

05/09/2007

A Zond, centro para o estudo de fenômenos anômalos afirma que a Ucrânia tem visto um aumento na atividade UFO nos últimos anos. "Enquanto que na década de 1990 tínhamos de 10 a 15 relatórios por ano, agora o seu número aumentou de 20 para 30. A maioria deles são acompanhados de fotos e vídeos", disse Artyon Bilyk, secretário do centro.

video
Fonte: RIA Novosti

UFOS filmados durante jogo entre Rússia e Países Baixos

Tradução Marcos Ancillotti


No dia 21 de junho de 2008, às 23h40min, moradores do noroeste de Moscou, testemunharam algo estranho durante um jogo de futebol entre a Rússia e os Países Baixos. Após a equipe Russa marcar o primeiro gol, uma série de luzes apareceu no céu. Os torcedores puderam ver onze luzes, que os deixaram bastante curiosos. Vejam vídeo!


video
Fonte: Ria Novosti

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Sonda Ufo no bosque, filmada com infravermelho

Tradução: Marcos Ancillotti

Moron - Buenos Aires - Argentina

Enquanto que o grupo de UFO Investigaciones realizava uma investigação dentro da Base Aérea de Moron, na área do bosque ocorriam diversas anomalias. Cristian Soldano vê através do screen da câmara, que está no nível 3 de slow shutter e nightshot combinados, uma esfera transparente que se movimenta em uma área do bosque de maneira sigilosa e observadora dos integrantes. Esta sonda tem ativado um campo de invisibilidade que permite ver através dela, o fundo composto por uma frondosa vegetação, e só é visível através do screen da câmara que opera em infravermelho. Sua estrutura e composição permitem aos investigadores compreender que anteriormente havia estado diante deste tipo de elemento, que por sua vez, explicaria muitas das esferas que aparecem em determinadas fotografias. Trata-se do primeiro Orb filmado em movimento na madrugada do dia 14/02/2009 ás 3h am.

video

Fonte: www.grupogabie.blogspot.com

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Quatro luzes em formação em Nelson - Nova Zelândia

29/12/2008

Tradução: Marcos Ancillotti

image

image

Declaração da testemunha para a MUFON: " Eu estava jantando em Nelson, Nova Zelândia e apreciando o pôr do sol, quando tirei 2 fotos digitais do mesmo.  Só mais tarde, enquanto olhava para as fotos no meu computador, percebi que havia algo mais, isto é, quando eu vi as quatro luzes. As linhas horizontais acima são das linhas elétricas."

Fonte original: MUFON

Fonte: Phantoms and Monsters

Encontrada Atlântida? Grande rede subaquática cativa peritos

Tradução: Marcos Ancillotti

image 

Esta é a incrível imagem que pode mostrar a cidade afundada da fábula, Atlântida. Ela mostra um retângulo perfeito do tamanho do País de Gales, deitada no leito do Oceano Atlântico, cerca de 5,63 km de profundidade.

Elas parecem demasiadamente grandes e organizadas para serem causadas naturalmente. E ontem à noite, a possibilidade de uma descoberta extraordinária, tinham cativado oceanógrafos e geofísicos.

O local fica 998 km ao largo da costa ocidental da África, perto das Ilhas Canárias. Um local aparentemente sugerido para Atlântida, pelo atingo filósofo Platão. Ele acreditava que era uma ilha a civilização afundada for um terremoto e inundações em torno de 9.700 a.c., cerca de 12.000 anos atrás.

A rede mostrou-se no Google Ocean, que é uma extensão que o Google Earth usa, utilizando uma combinação de imagens de satélites e pesquisas marinhas.

Na noite passada, o Dr. Charles Orser, curador de arqueologia histórica em Nova York State University, e que é um especialista em Atlântida, chamou-lhe "fascinante". Ele disse: " o sítio é um dos mais importantes locais propostos para a localização de Atlântida, descrito por Platão. Mesmo que isso acaba por ser geográfica (a descoberta), este, merece definitivamente um olhar mais atento."

A lenda da Atlântida tem captado a imaginação dos estudiosos por séculos.

Fonte original: The Sun

Fonte: http://naturalplane.blogspot.com

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Objeto invisível bate num carro Mitsubishi Lancer em Chicago

Por Administrator

19 de fevereiro de 2009

Fonte: Chicago Tribune

Tradução: Milton Dino Frank Junior

Uma mulher estava dirigindo no subúrbio de Chicago quando o seu carro Mitsubishi Lancer sofreu uma batida suave, sem que houvesse nenhum carro por perto. Quando ela viu seu carro, este simplesmente estava totalmente amassado.

Queremos acreditar nesta história, mas ela parece ser mágica por existir alguns pontos que não foram nem identificados e esclarecidos para nós.

De acordo com a mulher, o lado esquerdo inteiro do seu carro foi amassado mas a pintura não foi removida.

A testemunha estava dirigindo a 70 Km/h na estrada EU-94 que vai para o leste de Chicago e passa pela estrada do Lago Cook. Ela ainda afirma que enquanto estava na pista do meio que sentia algo tocando na esquerda de seu carro o que fez com que este se movesse para direita. Ela não desviou seu carro para fora da pista e conseguiu recuperar o controle do carro.

"Reduzi a velocidade e quando olhei pela janela, percebi que meu espelho lateral esquerdo estava danificado então virei à direita na Revere Drive e liguei as luzes de alerta.

"Saí do carro e vi que este estava totalmente amassado no lado esquerdo. Havia dois amassados que eram mais profundos e maiores que os outros; um desses amassados foi na frente e o outro no centro da porta do motorista.

"Liguei para polícia para fazer um Boletim de Ocorrências e o policial disse que tinha batido em outro carro, mas não havia nenhum carro ou objeto por perto de mim nem antes ou depois do acidente e também não havia nenhuma arranhão na pintura oriundo de outros carros na parte amassada".

Será que um OVNI bateu no carro desta senhora?

Fonte: Centro de Ufologia Brasileiro

Testemunhas relatam avistamentos de UFOS

19/02/2009

Por Roger Marsh

Tradução: Marcos Ancillotti

Florida - 18/02/2009 - Um objeto preto em forma de haste apareceu numa fotografia digital perto de um avião. Os seguintes relatos foram extraídos da base da dados da MUFON:

image

"Tendo tirado a foto do avião com a câmera digital, e passando para o computador, encontrei um objeto estranho na foto. Preto e em forma de haste, voando acima do avião.

Nota: Na primeira foto, enquanto nós podemos ver claramente o jato na imagem, a barra preta está difícil de se ver, mas está acima do jato e do lado direito da fotografia."

image

"Nesta foto cortada e aumentada, tirada da versão original, podemos distinguir a forma do objeto."

Florida - 18/02/2009 - Um segundo relatório da MUFON, de mesma data, mostra uma forma diferente no céu perto de um jato. Segue relatório:

"Reportei desta vez com foto, a imagem tomada com uma câmera digital, de um jato voando alto e deixando um rastro de vapor. Quando passei a foto para o computador, ví um triângulo branco em curso oposto ao jato."

image

image

Wisconsin - 16/02/2009 - Outro fotógrado tirou a foto de um jato  e encontrou dois objetos brilhantes que foram percebidos mais tarde.

image

"Eu tinha acabado de estacionar o carro, e vi um jato deixando seu rastro de vapor. Puxei a câmera e tirei duas fotos da janela do meu carro. Elas são quase idênticas, mas o ângulo é ligeiramente diferente na segunda foto. Eu pensei que quando havia tirado a primeira foto, o reflexo do sol havia criado um flash na minha lente, mas o sol não estava incidindo na lente, pois os mesmo pontos apareceram na segunda foto. O fato é que eu não percebi esses pontos quando tirei as fotos,  só depois que passei para o computador."

image 

image 

Fonte: UFO EXAMINER

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Marte pode ter abrigado enorme campo de gelo, diz estudo

image

O enigmático Meridiano Plano de Marte - uma pequena região plana próxima ao equador - poderia ter sido um enorme campo de gelo na antiguidade, informou um estudo divulgado na revista científica Nature. A região é famosa por abrigar depósitos de hematita cristalina cinza, um mineral que geralmente se forma em lagos ou em lugares onde houve água parada. As informações são da EFE.

Os autores do estudo, cientistas do Centro Espacial Johnson, da NASA, agência espacial americana, analisaram sedimentos, restos químicos e a geologia do Meridiano Plano a partir de informações recolhidas pela sonda espacial Opportunity. De acordo com Paul Niles e Joseph Michalski, a reação de pequenos pedaços de gelo na poeira atmosférica poderia ser responsável pela composição química única que existem nestes depósitos minerais.

Atualmente a região não possui mais nenhum grande campo de gelo. Para os cientistas, a teoria sobre a existência de água congelada na zona há milhões de anos é sustentada pelo eixo de rotação do planeta vermelho na época. A hipótese diz que Marte se encontrava em um ângulo de movimentação ao redor do Sol diferente do atual.

Silício
Em outubro do ano passado, a sonda espacial Mars Reconnaissance Orbiter detectou um novo tipo de mineral em Marte que indica a presença de água há muito mais tempo do que se acreditava. A presença de silício hidratado, também conhecido como opala, são indícios fundamentais da presença de água há milhões de anos em Marte, disseram os pesquisadores.

Em comunicado na época, o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL, na sigla em inglês) informou que os novos minerais se formaram quando a água alterou os materiais criados pela atividade vulcânica e pelo impacto de um meteorito. Até então, haviam sido descobertos apenas filosilicatos e sulfatos hidratados que se formaram há 3,5 milhões de anos.

Fonte: Redação Terra

Objeto voador gigantesco fotografado na Sibéria

Por Administrator

17 de fevereiro de 2009

Por Michael Cohen
Tradução: Milton Dino Frank Junior


Fonte: All News Web

No dia 15 de fevereiro de 2009, por volta das 18h: 00min os moradores da cidade siberiana de Chita, que tem uma população aproximada de 300.000 habitantes, na Rússia testemunharam um avistamento de um OVNI gigantesco que desapareceu no horizonte muito rapidamente.
Alguns conseguiram fotografar o objeto com seus telefones celulares. Os pedestres chocados pararam no centro de cidade e nos parques e apontaram para o céu declarando que o objeto era um OVNI.
Veja uma foto do objeto:

A Senhora Anna Kotchetkova que viu o objeto depois que seus filhos chamaram a sua atenção, afirmou que o objeto não se parecia com nenhuma aeronave terrestre.
O OVNI não fez nenhum tipo de barulho ou ruído e não emitia nenhum tipo luz. Sua cor era acinzentada escura e parecia ser um triângulo com as extremidades lisas. Seu formato era irregular e havia uma espécie de uma névoa ou fumaça sobre o objeto.
Outra testemunha tentou fotografar o OVNI, mas não pôde devido a sua velocidade e comentou a respeito da dificuldade para focalizar o objeto enquanto tirava as fotografias.
Sua altura de vôo foi estimada em 500 a 1000 metros e parecia ser do tamanho de um Boeing 747. Sua velocidade foi estimada em 7 metros por segundo.
O incidente está sendo informado amplamente na Rússia e logo imediatamente após o avistamento muitos profissionais da imprensa se deslocaram para cidade siberiana.
Os grupos de ufologia da Rússia também estão planejando visitar a área para entrevistar algumas testemunhas.
Muitos suspeitam que exista uma base alienígena na Sibéria, e este avistamento reascende a possibilidade desta hipótese ser verdadeira.

Fonte: CUBBrasil

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Novo mapa topográfico da Lua sugere pouca água em seu interior.

 Utilizando dados da sonda lunar Kaguya (Selene), cientistas do Observatório Nacional do Japão criaram o mais detalhado mapa topográfico já feito do nosso satélite, revelando crateras jamais vistas nos polos da Lua. Os dados também revelam que a crosta da Lua é tão rígida que torna muito escassa a presença de água.

image

Reprodução do mapa topográfico da Lua em alta-resolução, feito a partir de dados altimétricos obtidos pela sonda japonesa Kaguya, mostra todo o satélite em projeção Hammer. Créditos: Hiroshi Araki et al. 2009

O novo mapa topográfico foi criado pela equipe do cientista Hiroshi Araki, utilizando dados de um altímetro-laser (LALT) a bordo da sonda Selene (Selenological and Engineering Explorer), capaz de escanear a superfície lunar com resolução de 15 km, a melhor até hoje conseguida. Os dados mostraram que o ponto mais elevado são as encostas da bacia equatorial Dririchlet-Jackson a 11 quilômetros de altitude, enquanto o ponto mais profundo se localiza no pólo sul, no fundo da cratera Antoniadi a 9 quilômetros de profundidade.

O objetivo do mapeamento é estabelecer os locais de pouso e prospecção para os futuros jipes-lunares que em breve serão lançados em direção ao satélite.

"A superfície pode nos dizer muitas coisas sobre o que acontece no interior da Lua, mas os mapas disponíveis até agora eram muito limitados", disse C.K. Shum, professor de ciências da Terra da Universidade de Ohio e um dos participantes do projeto. "Com o novo mapa em alta-resolução podemos confirmar que atualmente existe muito pouca água na Lua, mesmo em suas profundezas. Além disso, as informações coletadas pelo satélite serão usadas para estudarmos sobre a água em outros planetas, inclusive Marte".

Os dados coletados pela sonda permitiram aos cientistas estimarem a rugosidade da superfície e calcularem a rigidez da crosta. Segundo Araki, se a água fluísse por baixo do terreno, a crosta seria mais flexível, mas não é. Os resultados mostram que a superfície é demasiadamente rígida para permitir a existência de que qualquer água líquida. Na Terra, ao contrário, a superfície é mais flexível, com o terreno se moldando de acordo com os caminhos de água acima ou abaixo do terreno.

Os últimos três mapas topográficos da Lua foram feitos pelas missões Apollo, nos anos de 1970 e pela nave Clementine, em 1994. Essa última mapeou o satélite com resolução entre 20 e 60 quilômetros, mas apenas em algumas regiões. Os dados captados pelo Altímetro-Radar da Selene são muito mais precisos e cartografou a Lua com precisão de 15 quilômetros cobrindo todos os pontos da superfície.

image

Topografia lunar vista a partir dos polos. Créditos: Hiroshi Araki et al. 2009

Impacto Lunar

A Nasa confirmou ontem que a Sonda de Reconhecimento Lunar, ou LCO, será lançada no próximo dia 24 de abril. A missão é o primeiro passo para o retorno de astronautas americanos à Lua e deverá permanecer pelo menos 1 ano em órbita do satélite, coletando dados topográficos e ambientais.

Outro objetivo bastante polêmico da missão LCO será a colisão da sonda conjunta LCROSS contra a superfície da Lua. O impacto tem o objetivo de descobrir se existem depósitos de água congelada em crateras nunca expostas à luz solar.

image

A colisão ocorrerá a 9 mil km/h, produzindo uma explosão equivalente a 1 tonelada de TNT. O impacto ejetará uma grande quantidade de material das profundezas da cratera e que será exposto à luz do Sol, permitindo aos astrônomos detectarem eventuais traços de água através da análise espectral do material ejetado.

Artes: No topo, reprodução do mapa topográfico da Lua em alta-resolução, feito a partir de dados altimétricos obtidos pela sonda japonesa Kaguya. O primeiro mapa mostra todo o satélite em projeção Hammer. O segundo mostra a topografia lunar vista a partir dos polos. Créditos: Hiroshi Araki et al. 2009.

Fonte: Apolo 11

Misteriosa luz multicolorida fotografada sobre o Reno, Nevada - EUA

"Eu finalmente fotografei uma misteriosa luz com a minha câmera digital e fui surpreendido ao ver que luz colorida, tinha padrões similares aos que foram tomadas em Stephenville,Texas, durante a massa de avistamentos em Janeiro de 2008. "
Penny Rubsam, Reno, Nevada

image

Penny Rubsam, residente em Reno, Nevada, tirou várias fotografias no dia 10 de dezembro de 2008, após ás 21 horas.

Que padrões são esses, de luzes multi-coloridas em vídeo e câmaras fotográficas?  O vídeo de David Caron mostra um objeto em forma de disco fora-de-foco, flutuando no céu a partir da qual padrões de luzes, vão se projetando para fora por alguns minutos, mudando de forma a cada meio segundo em 30 quadros por segundo, no vídeo.  David Caron negou que seu vídeo, seria alguma falha electrônica na sua câmara de vídeo digital.  Mas os outros padrões multi-coloridos também foram fotografados em várias regiões, com câmeras fotográficas digitais.  Em Reno, Nevada, a residente diz em seu e-mail abaixo, "eu sei que a luz estava lá durante vários dias antes de fotografá-la."

Detalhes da Câmera:

Nikon, Cool Pix 4300. A câmera tem 4 megapixels e uma lente zoom de 8-24 milímetros 1:2.8-4.9.

Imagens

image image image image image

image

Foto normal, com as estrelas nos cantos opostos, e o objeto colorido ao centro.

image

Foto normal, com a estrela na parte superior a esquerda, e o objeto colorido na parte inferior a direita.

Vídeo de David Caron, filmado em Stephenville, Texas, 19 de janeiro de 2008.

 

Reportagem de Linda Moulton Howe

Fotografias: Penny Rubsam

Vídeo: David Caron

Fonte: www.earthfiles.com

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

OVNI filmado em Rio Branco pela rede Gazeta é uma evidência real

Por Administrator

11 de fevereiro de 2009

Por Milton Dino Frank Junior

O vídeo do objeto voador não identificado apresentado pela TV Gazeta do Acre passa a ser uma evidência muito significativa do fenômeno OVNI, e isto se deve pela felicidade do câmera Jailson Fernandez de fazer uma filmagem com a lua servindo de ponto de referência para o fenômeno apresentado.
Não há a menor possibilidade do objeto ser um satélite porque estes se movem em linha reta. O tempo de permanência de um satélite no céu não passa de cinco a oito minutos, e o objeto em questão ficou no céu por mais de duas horas. Satélites também não irradiam luzes vermelhas e azuis.
O filme apresentado pelo Gazeta Alerta não tem nenhum indício de fraude, portanto o objeto em questão não é uma estrela, não é um avião, não é um satélite, não é um balão, não é um astro, portanto até que se esclareça este mistério, o CUB classifica o objeto como um OVNI real.
Trata-se do segundo melhor registro em filme de um OVNI no Brasil, o primeiro foi feito pela Mickson em São Paulo em 1986.
A felicidade do câmera Jailson Fernandez foi enorme e de grande valor para a ufologia, pois este conseguiu não só pegar a lua como ponto de referência, como também uma estrela.
Vejam este vídeo que realmente mostra uma evidência real do fenômeno OVNI:

Fonte: CUBBrasil

Ferramenta em Marte?

Esta foto foi tirada pelo Spirit Rover na cratera Gusev. Mostra um artefato muito parecido com uma ferramenta. Vejam as imagens:

Imagem original

image

image

Não parece ser uma ilusão de óptica ou paradolia. Podemos observar a sombra do objeto, e verificar que ele possui um corpo fino.

image

image

Aqui podemos ver melhor a sua relação com a rocha, e a ferrugem  bastante evidente.

Fonte: http://www.abovetopsecret.com/forum/thread435516/pg1

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Cometa verde aproxima-se da Terra

09/02/2009

image

A maioria dos brasileiros deverá estar entretida o suficiente pulando carnaval, e poderá não se dar conta de que um enfeite inusitado estará também decorando os céus.

Cometa Verde

O cometa Lulin, um cometa verde, deverá estar no seu ponto mais próximo da Terra justamente na terça-feira de Carnaval, dia 24 de Fevereiro.

O nome Lulin foi dado em homenagem ao telescópio utilizado em sua descoberta, localizado na China. As fotos foram feitas pelo astrônomo taiwanês Chi Sheng Lin, mas o cometa verde foi identificado pelo estudante chinês Quanzhi Ye, de 19 anos, em Julho de 2007.

Os astrônomos estimam que o cometa verde atingirá um brilho de magnitude entre 4 e 5. Isso significa que ele só poderá ser visto fora das cidades, onde o céu é escuro o suficiente. Mas estas são apenas estimativas, uma vez que esta será a primeira vez que o Lulin passará próximo à Terra e poderá ser observado em detalhes.

Atmosfera venenosa

A cor verde do Lulin vem dos gases que formam sua "atmosfera." Os jatos que emanam do núcleo do cometa contêm cianogênio - um gás venenoso encontrado em muitos cometas - e carbono diatômico (C2). Estas duas substâncias emitem luz verde quando iluminadas pela luz do Sol nas condições de quase-vácuo do espaço.

Apesar de tóxicos, os gases emanados pelo cometa não representam perigo. Primeiro porque ele passará a 60 milhões de quilômetros da Terra. Em segundo lugar, mesmo se o cometa passasse mais próximo, e a Terra cruzasse sua cauda, os gases não seriam capazes de penetrar nossa atmosfera, muito mais densa.

Ainda numa última hipótese, caso esses gases pudessem entrar na atmosfera da Terra, não haveria gases suficientes para representar qualquer perigo. Ou seja, o único efeito sensível desses gases tóxicos é de o tornar o Lulin um belo cometa verde.

No Carnaval, o Lulin deverá ser visto próximo a Saturno, na Constelação de Leão. Localizar Saturno não é difícil, mesmo a olho nu. É provável, mas não certo, que o cometa verde também possa ser visto a olho nu.

Fonte: Inovação Tecnológica

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Cientista estima que exista vida inteligente em 38 mil planetas

Da BBC Brasil

05/02/2009

Há civilizações inteligentes fora da Terra e elas poderiam estar presentes em até quase 40 mil planetas, segundo novos cálculos feitos por Duncan Forgan, um astrofísico da Universidade de Edimburgo, na Escócia.
A descoberta de mais de 330 planetas fora de nosso sistema solar nos últimos anos, ajudou a redefinir o provável número de planetas habitados por alguma forma de vida, segundo um artigo de Forgan publicado na revista especializada "International Journal of Astrobiology".

Nasa

As atuais pesquisas estimam que haja pelo menos 361 civilizações inteligentes em nossa galáxia, e possivelmente 38 mil fora

As atuais pesquisas estimam que haja pelo menos 361 civilizações inteligentes em nossa galáxia, e possivelmente 38 mil fora dela.
Mesmo que haja quase 40 mil planetas com vida, no entanto, é muito pouco provável que seja estabelecido qualquer contato com vida alienígena.
Pesquisadores apresentam estimativas de vida inteligente fora da Terra com frequência, mas é um processo quase que de adivinhação - estimativas recentes variam entre um milhão e menos de um planeta com alguma forma de vida.
"É um processo para quantificar nossa ignorância", disse Forgan.
Simulações
Em seu artigo, Forgan conta que criou uma simulação de uma galáxia parecida com a nossa, permitindo que ela desenvolva sistemas solares baseados no que se conhece a partir da existência dos planetas fora do nosso sistema solar - os chamados exoplanetas.
Esses mundos alienígenas simulados foram então submetidos a três cenários diferentes.
O primeiro cenário parte da premissa de que o surgimento da vida é difícil, mas sua evolução é fácil. Neste caso, haveria 361 civilizações inteligentes na galáxia.
O segundo parte do princípio de que a vida pode surgir facilmente, mas sua evolução para vida inteligente seria difícil. Nessas condições, a estimativa é de que haveria 31.513 outros planetas com alguma forma de vida.
O terceiro caso examina a possibilidade de que a vida poderia ter passado de um planeta para outro durante colisões de asteroides - uma teoria popular de como a vida surgiu na Terra.
Neste caso, a estimativa é de que haveria 37.964 civilizações inteligentes.
Suposições
Se, por um lado, a descoberta de novos planetas distantes e desconhecidos pode ajudar em uma estimativa mais precisa sobre o número de planetas semelhantes à Terra, algumas variáveis nesses cálculos continuarão sendo meras suposições.
Por exemplo, o tempo entre a formação de um planeta e o surgimento das primeiras formas de vida, ou deste momento até a existência de vida inteligente, são grandes variáveis em uma suposição geral.
Nesses casos, afirma Forgan, teremos que continuar partindo do princípio de que a Terra não é uma exceção.
"É importante nos darmos conta de que o quadro que construímos ainda está incompleto", disse o astrofísico.
"Mesmo que existam formas de vida alienígenas, nós não necessariamente conseguiremos fazer contato com elas, e não temos nenhuma ideia de sua forma."
"A vida em outros planetas pode ser tão variada como na Terra e não podemos prever como são as formas de vida inteligente de outros planetas, ou como elas se comportam", conclui.

Fonte: http://cienciaesaude.uol.com.br/ultnot/bbc/2009/02/05/ult4432u2006.jhtm

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

14 Estrelas fujonas que correm como loucas pelo cosmo

 14 Estrelas fujonas que correm como loucas pelo cosmo

por Eduardo Martins em 3.02.2009 as 22:07

Imagens do Hubble, telescópio da NASA, mostraram 14 jovens estrelas com um comportamento incomum: elas correm pelo espaço sideral, com uma velocidade enorme, cortando gigantescas nuvens de gás.

As estrelas estão passando por uma região com denso gás interestelar, e sua interferência cria estruturas brilhantes no espaço, além de trilhas de poeira brilhante por onde passam. Esse fenômeno acontece quando a matéria que se desprende de uma estrela (vento estelar) se choca com os gases. De acordo com cientistas, o fenômeno é similar ao de um barco em alta velocidade, empurrando água para todos os lados.

image

Os astrônomos podem apenas estimar a massa, a velocidade e a idade dessas estrelas. A idade é determinada pela força de seu vento estelar – apenas estrelas muito novas ou muito velhas possuem vento estelar. As observações da NASA indicam que são estrelas jovens, com apenas alguns milhões de anos.

Outro fato interessante é que cientistas acreditavam que apenas estrelas que tivessem massa, no mínimo, dez vezes maior do que a do Sol fossem capazes de produzir vento estelar. No entanto, de acordo com a observação da NASA, essas estrelas errantes têm, mais ou menos, oito vezes mais massa do que o Sol.

As marcas que os choques deixaram na poeira interestelar têm o tamanho equivalente a 170 sistemas solares (medidos pela órbita de Netuno). O tamanho dessas marcas indica que as estrelas viajam a mais de 180.000 km/h, velocidade cinco vezes maior do que a esperada em estrelas jovens.

Acho que descobrimos uma nova classe de estrelas brilhantes que viajam em alta velocidade. Encontra-las foi uma grande surpresa, porque não estávamos procurando por elas. A primeira vez que vi as imagens disse ‘Nossa, são como balas disparadas no espaço! ’” diz Raghvendra Sahai, cientista da NASA que tirou as fotos usando o Hubble.

Não foi a primeira vez que estrelas com esse comportamento foram avistadas. Em 1983, pesquisas avistaram objetos semelhantes, mas com massa muito maior, provocando ventos estelares mais fortes. A descoberta de Sahai pode representar uma nova classe de estrelas. De tamanho médio, brilhantes e atravessando o espaço “como balas”.

Fonte:

Scientific Blogging: http://www.scientificblogging.com/news_releases/14_runaway_stars_go_ballistic_bow_shocks_trillion_miles_wide

HYPESCIENCE, link: http://hypescience.com/14-estrelas-fujonas-que-correm-como-loucas-pelo-cosmo/

Satélite detecta menor planeta já visto fora do Sistema Solar

Ele tem menos de duas vezes o diâmetro da Terra, segundo astrônomos.

Mas, como gira muito próximo de sua estrela, é incapaz de abrigar vida.

Salvador Nogueira Do G1, em São Paulo

 Foto: CNES

Foto: CNES

Concepção artística de planeta passando à frente da estrela; na porção inferior, gráfico mostra como a detecção seria feita, por conta da redução momentanea de brilho estelar (Foto: CNES)

Cientistas europeus acabam de anunciar a descoberta do menor planeta já descoberto fora do Sistema Solar. Ele é rochoso e tem menos de duas vezes o diâmetro da Terra. Mas é bom não se animar; muito próximo de sua estrela mãe, ele completa um ano a cada 20 horas e experimenta temperaturas altíssimas em sua superfície.

De toda forma, a busca por astros cada vez mais parecidos com a Terra começa a esquentar, graças aos trabalhos do satélite franco-europeu Corot. Projetado pela agência espacial francesa (CNES), o projeto, que conta também com participação brasileira, é basicamente um telescópio espacial da alta sensibilidade, que consegue medir pequenas variações no brilho da estrela. Dependendo do padrão de variação, o fenômeno pode denunciar a ocorrência de um "estelemoto" (um terremoto estelar) ou a passagem de um planeta à frente da estrela (como representado na imagem acima).

Foi assim que o Corot detectou o novo astro, designado COROT-Exo-7b. Sua temperatura local na superfície deve ficar entre 1.000 e 1.500 graus Celsius. Sua composição ainda não é certa. Ele pode ser majoritariamente composto por água (ou, com esse calor todo, vapor d'água), ou pode ser majoritariamente rochoso, como a Terra. Só que uma Terra no lugar errado do sistema planetário -- muito perto da estrela, de forma que a superfície passe o tempo todo como lava derretida.

Em ambos os casos, é um cenário diferente de tudo que pode ser encontrado em nosso próprio Sistema Solar.

"Encontrar um planeta pequeno assim não foi uma surpresa completa", disse, em nota, Daniel Rouan, pesquisador do Observatório de Paris Lesia e coordenador do projeto. "O COROT-Exo-7b pertence a uma classe de objetos cuja existência já foi prevista há um bom tempo. O Corot foi projetado exatamente na esperança de encontrar alguns desses objetos."

Fonte:

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL984815-5603,00-SATELITE+DETECTA+MENOR+PLANETA+JA+VISTO+FORA+DO+SISTEMA+SOLAR.html

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

UFOs fotografados em Long Beach - Califórnia

image

image

Declaração da testemunha: Em 29 de janeiro de 2009, eu estava tirando fotos do Queen Mary. Mais tarde, naquela noite, eu descarreguei as fotos da minha câmera digital, e então, percebi que havia quatro luzes ovaladas em minhas fotos. Minha câmera estava calibrada para longa exposição, mas parece que exagerei um pouco.  Essas luzes não parecem ser reflexo de qualquer outras luzes na área. Meus amigos viram as fotos, mas não tiveram explicação para o acontecimento.

Tradução: Marcos Ancillotti

Fonte: http://naturalplane.blogspot.com/2009/02/photo-blue-oval-ufos-queen-mary-long.html

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

UFO filmado em Corona, Califórnia

Este UFO foi filmado no dia 30 de Janeiro de 2009, acima da autoestrada 15, em Corona, Califórnia - EUA.

image

Fonte: http://naturalplane.blogspot.com/2009/02/videos-oblong-ufo-captured-over-corona.html

Governo Obama confrontará o controle dos arquivos ufológicos

Por Administrator

02 de fevereiro de 2009

Fonte: Examiner.com
Tradução: Milton Dino Frank Junior

Lockheed Skunk Works, Palmdale, CA. Foto: Wikimedia

O memorando do presidente Obama do dia 21 de janeiro com o objetivo de promover a governança aberta e fortalecer o Ato de Liberdade de Informação tem como meta liberar os arquivos classificados desnecessariamente como item de segurança nacional. Entre os milhões de arquivos classificados desta maneira e que está para serem liberados, alguns tratam sobre OVNI e vida extraterrestre. Para estes arquivos, os ufófilos e pesquisadores exo políticos esperam encontrar pistas de como a política governamental foi desenvolvida. Mais importante, o Ato de Liberdade de Informação irá informar onde os centros de documentação dos arquivos ufológicos estão localizados, que ocorrerá quando a administração Obama iniciar o confronto contra o controle corporativo sobre os arquivos ufológicos e a política sobre este assunto.
Existem evidências testemunhais que as corporações se tornaram o principal centro documental dos segredos ufológicos da nação.
Vários informantes têm revelado como o controle corporativo tem sido arquivado. Um informante recentemente falecido revelou que, durante a década de 80, ele trabalhou por seis meses como arquivista para um grande contratante na indústria de defesa aeroespacial baseado na Califórnia, como temporário, em um edifício comercial obscuro, onde encontrou vários arquivos relacionados com discos voadores e vida extraterrestre. Os arquivos continham "relatos, fotos, mídia diversas (fitas, vídeos e filmes) e materiais de OVNIS acidentados." Quando questionado de onde vem os arquivos, ele revela que "os materiais vem de todos os lugares - CIA, Força Aérea, Marinha, Exército, DARPA (sigla para Defense Advanced Research Projects Agency - Agência de Projetos de Defesa Avançada), NORAD (sigla para North American Aerospace Defense Command - Comando de Defesa Aeroespacial norte-americano), DoD (sigla para Department of Defense - Departamento de Defesa), FBI, e oficiais do governo, para citar alguns."

Se o depoimento do arquivista condiz com a verdade, isso significa que antes da década de 80 os arquivos ufológicos estavam em poder das agências norte-americanas e nos departamentos militares, por causa da preocupação com a segurança. Uma razão para isso é que os direitos autorais das corporações poderia manter os arquivos ufológicos longe das mãos clementes dos congressistas, e o cidadão comum, através do Ato de Liberdade de Informação aprovado em 1966 e fortalecido em 1974.
O cenário acima é apoiado pelos comentários de Ben Rich, ex-diretor da Skunk Works, subsidiária da Lockheed Martin. Em resposta escrita à mão para as questões de John Andrews da Testor Corporation em 1986, Rich confirmou a existência de discos voadores feitos em conjunto entre o homem e extraterrestres. Mais importante Rich revelou a Andrews como controlar os arquivos ufológicos que foram desviados dos militares americanos para as corporações privadas. Andrews deixou as respostas de Rich para as questões ufológicas para o investigador Willian McDonald que confirmou:
"Há dois tipos de OVNIS -- os que nós construímos, e o que ELES construíram. Aprendemos dos destroços dos OVNIS que caíram e dos atuais "encaminhados para nós". O governo soube, e até 1969 teve uma participação ativa na administração desta informação. Depois da administração "limpeza" de Nixon em 1969, a administração dos arquivos ficou a cargo de uma junta internacional de diretores do setor privado."
O ex-astronauta Dr. Edgar Mitchell recentemente confirmou um incidente em 1997 onde a diretoria da Assessoria Inteligência da Força Conjunta recebeu informações sobre os nomes-códigos dos projetos relacionados à OVNIS, mas foi negado acesso a elas. O primeiro a relatar o incidente foi o pesquisador ufológico Dr. Steven Greer, quem em 2001 revelou que o Almirante Wilson estava furioso sobre a negativa de ter acesso aos projetos. no dia 4 de julho de 2008 em entrevista a CNN, Dr. Mitchell confirmou a versão de Greer quando ele disse que o Almirante Wilson "encontrou o pessoal responsável para o ocultamento e do pessoal que estava sabendo e falou: "Lamento Almirante, você não precisa saber, adeus." Além do mais, uma fonte confiável revelou ao pesquisador ufológico Richard Dolan que o Almirante Wilson estava frustrado com os representantes de uma corporação que negaram o acesso a ele. Eu entrevistei um oficial da marinha americana ainda em serviço em outubro de 2008 que confirmou o grande poder das corporações envolvido em projetos de OVNIS.
Vários oficiais de alta patente na administração Obama estavam profundamente envolvida na administração Clinton no esforço para desclassificar os arquivos sobre OVNIS. Se no memorando do presidente Obama do dia 21 de janeiro for implantado na íntegra, o pedido feito clamando o Ato de Liberdade de Informação irá fazer com que informações sobre os OVNIS seja acessível. Isso dará pistas importantes para onde estão armazenados os arquivos ufológicos da nação. Isso quando a administração Obama enfrentar o poder dos interesses corporativos exigindo o controle das informações ufológicas e da tecnologia avançada extraterrestre. A administração Obama terá que enfrentar interesses corporativos que abrigam os arquivos ufológicos, e a política de controle ufológico desde a administração Nixon.

Fonte: CUBBrasil 

O Caso Lajos Kosina na Hungria

Por Administrator

02 de fevereiro de 2009

Por Laszlo Kiss & Philip Mantle
Tradução: Milton Dino Frank Junior

No dia 27 de outubro de 1996, Lajos Kosina estava visitando os pais de sua namorada que moram na pequena aldeia de Erpatak no município de Szabolcs-Szatmar, na Hungria. A namorada de Lajos posou para uma foto no jardim de seus pais e ninguém notou qualquer coisa incomum no céu.
Quando a fotografia foi revelada algumas semanas depois, Lajos foi pego de surpresa quando viu um objeto num formato discóide na foto no canto direito no céu atrás de sua namorada. Embora o fato fosse curioso eles não mostraram a fotografia para ninguém durante vários meses. Eles não se interessaram pela foto. Através de um amigo dos fotógrafos, esta foi enviada para a Rede de Ufologia Húngara (HUFON) que fez uma análise preliminar.
A HUFON estudou a fotografia utilizando técnicas ópticas e técnicas de computação gráfica no negativo original e concluiu que o objeto da foto não é um resultado de uma falha no filme, e nem um tipo pequeno de metal em suspensão. Os investigadores da HUFON estão convencidos que se trata de um objeto não identificado genuíno e o que a foto não contém nenhum tipo de fraude.
Um estudo adicional da fotografia feito pela HUFON revelou que o objeto não era uma mancha. Para eles, isto indicou que o objeto era estacionário ou se movia muito lentamente e que também não era algo lançado por detrás da jovem na foto. Durante a entrevista com o fotógrafo, a HUFON não pode encontrar nenhuma evidência que desse suporte para teoria de que a foto poderia ter sido fraudada.
Os investigadores da HUFON chegaram à conclusão que esta é uma fotografia de um OVNI genuíno, e que nela existe um objeto de formato discóide.
Laszlo Kiss é Diretor da Rede de Ufologia Húngara (HUFON).
Philip Mantle é o Diretor anterior de Investigações da Associação Britânica de Pesquisas Ufológicas.

Fonte: CUBBrasil

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Aparições de luzes misteriosas em Itatira ainda continuam

image

Moradores de Itatira observam essas luzes desde novembro passado

Pela primeira vez, depois das centenas de aparições relatadas pelos moradores de Itatira, 216 km de Fortaleza, os objetos voadores não identificados que apavoram a região desde novembro do ano passado chegaram ao distrito de Lagoa do Mato, o mais populoso do município. Dezenas de pessoas presenciaram o que chamam de grande bola parecida com a lua. Ela pairou sob a serra da comunidade de Mourão, a poucos metros do centro da cidade. Os moradores da comunidade também testemunharam o objeto que permaneceu por alguns minutos fixo no céu e depois desceu escondendo-se atrás da serra. Muitos chegaram a tirar fotos do que viram na noite de terça-feira, 27 de janeiro. O batalhão de Polícia Civil do município informou que já atendeu a diversas chamadas feitas pelos moradores que relataram terem visto luzes estranhas no céu. Infelizmente os policiais não dispõem de meios para investigar as aparições e nem é aconselhado que viaturas persigam o que considerem como UFOs. “As pessoas de regiões maiores como Lagoa do Mato e Itatira imaginavam que essas luzes eram exclusivas da zona rural, pois acreditavam que na cidade, devido aos postes e aos prédios, eles não viessem. Depois de terça-feira à noite, eles viram que os UFOs estão dispostos a visitar o distrito também”, disse o morador Raimundo Castro. “Acredito que isso atrai muitos turistas, mas também muito medo. Embora saibamos que essas naves até o momento não nos fez nenhum mal, pelo fato de não sabermos o que elas são, isso causa estranhamento”.
As pessoas que afirmaram ter visto o UFO da Lagoa do Mato não conseguiram parar de olhar para a luz no céu. “Eu fiquei parado, como se estivesse diante da coisa mais linda e misteriosa que já vi na minha vida”, conta Carlos Viana, que não acreditava nos depoimentos dos moradores até ver a luz na sua própria cidade. “Não deu medo, mas eu fiquei paralisado olhando ela. Era linda”. As aparições que se estendem desde o fim do ano passado em Itatira já repercutiram em mais de 200 relatos extraordinários da presença ufológica no pequeno município do sertão central. Uma investigação por parte da Agência Brasileira de Inteligência Nacional (ABIN) e a chegada na cidade de diversos ufólogos, professores de universidades e turistas interessados em acampar e observar as naves, levando consigo uma fotografia daquilo que agora, tornou-se natural e comum à maioria dos habitantes da cidade. Segundo a população, as pessoas estão comparando Itatira com Quixadá, onde houve vários relatos semelhantes. Mas em Itatira os UFOs aparecem em baixa altitude e numa freqüência muito boa, que qualquer um pode ver. O prefeito José Ferreira Matheus está entrando em contato com autoridades e especialistas para tentar explicar os fenômenos que, segundo os ufólogos, devem continuar.

Fonte: Portal UFO

Imagem: http://zetas.bloguepessoal.com/26/

Série de luzes sobre Phoenix, Arizona

Postado em: 31 Jan 2009 08:59 AM PST




Essas imagens foram capturadas pela  Phoenix Camelback Webcam em 30 de janeiro de 2009.

Fonte: Phantoms and Monsters