sábado, 15 de agosto de 2015

Vídeo de UFO em Porto Rico – EUA é analisado por cientistas

Sexta-feira –14/08/2015

Um grupo de pesquisadores de OVNIs, com formação em ciência, se uniram para analisar um vídeo de OVNI, o qual eles confirmaram ter vindo do Department of Homeland Security – DHS (Departamento de Segurança Nacional dos EUA).  O objeto no vídeo foi filmado por uma câmera de imagem térmica a partir de uma aeronave do DHS e, de acordo com os pesquisadores, ele exibe características que não podem ser explicadas por quaisquer naves ou fenômenos naturais conhecidos.

O vídeo contêm marcas de telemetria esperadas em imagens térmicas vindas do setor militar.  Ele mostra um objeto se movendo rapidamente no ar sobre a terra, e depois sobre o oceano.  O objeto parece estar rolando ou mudando de forma.  Ele se move por sobre prédios, através de árvores, e finalmente sobre o oceano.  E então a situação fica ainda mais estranha. Parece que o objeto vai para dentro e para fora do oceano, sem diminuir sua velocidade, e no final do vídeo, ou ele se une a outro objeto, ou ele se quebra em dois.

Todas as testemunhas primárias pediram anonimato.  Porém, várias comunicações de supostos funcionários do DHS indicam que o vídeo causou muito tumulto na base.

A still from the video in which the unknown objects appears to be flying through trees.

A análise do vídeo começou quando um conhecido do piloto da aeronave que fez o vídeo contatou Daiana Chaviano, uma famosa escritora de ficção científica e fantasia nascida em Cuba.  Ela também é uma voluntária da Mutual UFO Network (MUFON) na Flórida, onde em seu tempo vago ela investiga os relatos de OVNIs.  Ela pegou o caso com seu colega, Morgan Beall, que gerencia a MUFON na Flórida.

Chaviano e Beall ficaram tão impressionados pelo que viram, que juntaram um pequeno grupo de pesquisadores céticos, com formações em vários campos científicos e tecnológicos.  O conhecido do piloto pediu controle estrito da informação fornecida e que o conhecimento da investigação fosse limitado a algumas poucas pessoas, assim, até o começo desta semana, os pesquisadores não haviam compartilhado quaisquer informações a respeito de suas investigações.

Mas em 11 de agosto, o grupo liberou um relatório de 116 páginas detalhando suas descobertas.

Aguadilla

Eles são muito vagos quanto a identificar o informante de Chaviano.  Eles dizem que esta pessoa e outros que forneceram informações queriam permanecer anônimos “para assegurar que nenhum problema surgisse com seus empregadores“.

Porém, o grupo diz: “A fonte desta evidência em vídeo foi verificada e identificada“.

Eles dizem estar absolutamente certos que a informação vem de fontes a bordo da aeronave DHS e que o vídeo é genuíno.  Sua investigação também confirmou o que lhes foi dito.

As fontes os disseram que o incidente do OVNI começou por volta das 21h20, na noite de 25 de abril de 2013, no Aeroporto Rafael Hernandez, em Aguadilla, Porto Rico.  Ele envolveu a tripulação de uma aeronave DHC-8 turbohélice doU.S. Customs and Border Protection – CBP (Alfândega dos e Proteção de Fronteiras dos EUA), uma divisão do DHS.

CBP-Dash-8

O DHC-8 decolou num voo de rotina e logo após sua decolagem eles notaram“uma luz avermelhada ou rosada sobre o oceano, que estava em sua vizinhança e indo em direção sul”.

A tripulação estava preocupada que a torre não tinha os relatado sobre o tráfego aéreo, assim eles entraram em contato.  A torre os disse que também tinham um contato visual do objeto, mas não tinham certeza sobre sua identidade.

Uma vez que o objeto se aproximou da terra, suas luzes se apagaram, mas neste momento o DHC-8 foi capaz de começar a rastrear e filmar o objeto com seu sistema de imagens térmicas.  O DHC-8 não se aproximou do objeto, mas circulou a área enquanto o filmava.

O DHC-8 não captou o objeto no radar.  Porém, seu radar estava apontado para baixo para o rastreamento de navios no oceano, e não objetos no céu.+

De acordo com a fonte, um voo foi atrasado pela presença do objeto. O grupo de pesquisadores confirmou a partir dos registros do aeroporto que um voo da FedEx, agendado para partir às 21h10, foi atrasado até as 21h26.

Image of the flight log from the UFO reporting showing the a delayed flight at the time of the UFO event. (Credit: SCU)

Os pesquisadores também confirmaram o tempo de voo e a trajetória do DHC-8, por intermédio de dados de radar que obtiveram através de um Pedido de Liberdade de Informação para o 84º Esquadrão de Avaliação de Radar da Força Aérea dos EUA.  Os dados do radar confirmaram que o DHC-8 decolou aproximadamente às 21h16 e circulou o aeroporto duas vezes antes de deixar a área 10 minutos após.

Flight path of the DHC-8 according to the radar data obtained via a Freedom of Information Act Request. (Credit: SCU)

Os pesquisadores apontam que havia um objeto desconhecido ou objetos rastreados no radar, poucos minutos antes da decolagem do DHC-8, mas não se sabe ao certo se este era o mesmo objeto que foi mais tarde filmado.  Os sinais não identificados de radar estavam fora da costa marítima, ao norte e noroeste do aeroporto, e duraram por aproximadamente 16 minutos, das 20h58 às 9h14.

Ao ler os horários, os dados do radar são apresentados em fusos horários diferentes do horário local.  Os pesquisadores explicaram isto em seu site: “Os horários da aviação mostram o horário Zulu, que corresponde ao horário de Greenwich (GMT).  O vídeo mostra o horário Zulu como sendo 26 de abril, às 01h22, no parte superior esquerda das telas iniciais…”

Radar data showing the flight path of the DHC-8 and the unknown radar hits between 8:58 pm to 9:14 pm. (Credit: SCU)

Eles não alegam saber o que o objeto era, e estão abertos para sugestões ‘razoáveis’.+

Contudo, como já é de se esperar, há aqueles que sugeriram “saber” que o objeto era de natureza extraterrestre, e pelo menos uma dessas sugestões veio de uma fonte anônima que possui conhecimento íntimo com este evento.

Uma carta anônima foi enviada para um dos pesquisadores, a qual é muito similar à enviada para John Greenewald, proprietário do siteTheBlackVault.com.  A única coisa que Greenewald sabia sobre o vídeo estava relaciona à uma cópia de baixa resolução que foi ‘vazada’ até um pesquisador de OVNIs portoriquenho.  Muitos presumiram que o vídeo foi feito a partir de um helicóptero.

A carta faz referências ao exato tipo de sistema térmico e aeronave que haviam sido utilizados para capturar o vídeo.  A mensagem estava acompanhada por uma versão em alta resolução do vídeo, que foi então postada no YouTube por Greenewald.  A carta anônima diz: “Tecnologia alienígena sem dúvida sob o oceano próximo de Porto Rico!”

Estaria uma tecnologia alienígena sendo demonstrada neste vídeo?   Este cuidadoso relatório, dito pelos pesquisadores ter demorado mais de 1000 horas homem para completar, indica que seja lá o que ocorreu, certamente é algo anormal.  Todo o relatório tem 161 páginas, e detalhadamente explica o trabalho executado, e como eles chegaram às suas conclusões.

The report on the Puerto Rico incident can be found at ExploreSCU.org. Click the image to go there.

Mesmo se o relatório tivesse chegado a conclusões mundanas, o esforço colocado na investigação é notável.  Porém, o fato deles não poderem determinar a natureza do objeto, e determinarem que este mostrou características que não podem ser explicadas, torna o relatório excepcional.

Robert Powell, um engenheiro aposentado que trabalhou na indústria de semicondutores e ajudou no documento de pesquisa, diz que embora eles tenham finalmente liberado o relatório, “o trabalho no vídeo continuará“.

Powell, Beall, Chaviano e o resto dos pesquisadores que trabalharam no relatório publicaram uma versão de alta resolução do vídeo, seu relatório, bem como uma animação dos dados do radar que obtiveram estão publicados no site chamadoScientific Coalition for Ufology.

Powell diz que eles entraram em contato com outras organizações científicas que mostraram interesse no fenômeno OVNI, inclusive a 3AF Sigma2, um grupo que faz parte da Aeronáutica Nacional e a Associação Astronáutica Francesas.  Os cientistas franceses concordaram em revisar seus trabalho e fornecer suas opiniões.

Esperamos que este relatório gere ideias e pensamentos de outros cientistas que possam fornecer mais discernimento sobre as características do objeto visto no vídeo“, disse Powell.

Veja o vídeo:+

Créditos: www.openminds.tv

Fonte: Ovni Hoje

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Pesquisadores descobrem um reator nuclear de 2.000 milhões anos na África

 28 de maio de 2015 - Em 1972, um trabalhador de uma fábrica de processamento de combustível nuclear, notou algo suspeito em uma análise de rotina de urânio, obtido a partir de uma fonte mineral normal na África. Como todo o urânio natural, o material em estudo continha três isotopos ou seja, três formas, com diferentes massas atômicas: urânio 238, a variedade mais abundante; de urânio 234, o mais raro; e urânio 235, o isótopo que é cobiçada, pois pode sustentar uma reação nuclear em cadeia. Durante semanas, especialistas da Comissão Francesa de Energia Atômica (CEA) manteve-se perplexa. Em outros lugares da crosta terrestre, na Lua e mesmo em meteoritos, podemos encontrar urânio 235, átomos que representam apenas 0,720 por cento do total. Mas nas amostras que foram analisadas, que vieram do Oklo, depósito no Gabão, uma antiga colônia francesa na África Ocidental, o urânio 235 constituíam apenas 0,717 por cento. Essa pequena diferença foi suficiente para alertar cientistas franceses que havia algo muito estranho acontecendo com os minerais. Estes pequenos detalhes levaram a novas investigações que mostraram que pelo menos uma parte da mina está abaixo da quantidade normal de urânio 235: alguns 200 kg pareciam terem sido extraído num passado distante, hoje, esse montante é suficiente para fazer meia dúzia bombas nucleares. Logo, pesquisadores e cientistas de todo o mundo se reuniram no Gabão, para explorar o que estava acontecendo com o urânio de Oklo.


O que surpreendeu a todos ali reunidos, foi local onde o urânio originado é realmente um reator nuclear subterrâneo avançado, que vai muito além das capacidades do nosso conhecimento científico atual. Os investigadores acreditam que este antigo reator nuclear tem a idade de 1,8 bilhões de anos e operado por pelo menos 500 mil anos no passado distante. Cientistas realizaram vários outros investigação na mina de urânio e os resultados foram divulgados em uma conferência da Agência Internacional de Energia Atômica. De acordo com agências de notícias da África, os investigadores haviam encontrado vestígios de produtos de fissão e resíduos de combustível em vários locais dentro da área da mina. Incrivelmente, em comparação com este enorme reator nuclear, nossos reatores nucleares modernos não são realmente comparáveis ​​tanto em design e funcionalidade. De acordo com estudos, este  antigo reator nuclear teria vários quilómetros de comprimento. Curiosamente, para um grande reator nuclear assim, o impacto térmico com o meio ambiente foi limitado a apenas a 40 metros de todos os lados. O que os pesquisadores descobriram ainda mais surpreendente, é que os resíduos radioativos que ainda não se moveram para fora dos limites do local, e como eles ainda são mantidos em tanques na geologia da área.


O que é surpreendente, é que uma reação nuclear tinha ocorrido de uma forma que o plutônio, o subproduto, foi criado, e a reação nuclear em si, tinha sido moderada, algo considerado como um "santo graal" para a ciência atômica. A capacidade para moderar a reação, significa que uma vez que a reação foi iniciada, foi possível aproveitar a potência de saída de um modo controlado, com a capacidade de prevenir explosões catastróficas ou a liberação da energia de uma única vez. Os investigadores têm chamado a Reator Nuclear em Oklo como um "Reator Nuclear Natural", mas a verdade sobre isso vai muito além de nossa compreensão normal. Alguns dos pesquisadores que participaram do teste do reator nuclear, concluiu que os minerais tinham sido enriquecido no passado distante, cerca de 1,8 bilhões de anos atrás, para produzir espontaneamente uma reação em cadeia. Eles também concluíram que a água tinha sido usada para moderar a reação, da mesma forma que os modernos reatores nucleares arrefecem, usando eixos de grafite-cadium que impedem o reactor de entrar em estado crítico e explodindo. Tudo isso, "na natureza".


No entanto, o Dr. Glenn T. Seaborg, ex-chefe da Comissão de Energia Atômica dos Estados Unidos e ganhador do Prêmio Nobel por seu trabalho na síntese de elementos pesados, ressaltou que para o urânio "queimar" em uma reação, as condições devem ser exatamente corretas. Por exemplo, a água envolvida na reação nuclear deve ser extremamente pura. Mesmo algums milhões de partes contaminantes, irá "envenenar" a reação, levando-a a um impasse. O problema é que a água não pura, existe naturalmente em qualquer parte do mundo.



Vários especialistas falaram sobre o incrível Reator Nuclear em Oklo, afirmando que em nenhum momento na história geologicamente estimada dos depósitos de Oklo, foi o urânio 235, suficientemente rico para uma ocorrência de uma reação natural. Quando esses depósitos foram formados em um passado distante, devido à lentidão do decaimento radioativo do U-235, o material físsil teria constituído apenas 3 por cento do total de depósitos - algo muito baixo matematicamente falando para uma reação nuclear. No entanto, a reação ocorreu num lugar misterioso, sugerindo que o urânio original é muito mais rico em urânio 235 do que com a formação natural.

terça-feira, 26 de maio de 2015

UFO apareceu acima da torre Bitexco?

bitexco

Ao andar na rua pedonal de Nguyen Hue, Ho Chi Minh City, no Vietnã, um grupo de jovens fotografou acidentalmente um estranho objeto voador na forma de pires, logo acima da torre bitexco.

Nguyen Phuong Nhat Thy, estudante da Hoa Sen University, disse que na noite de 22/05, enquanto davam um volta com outros 3 amigos na Nguyen Hue Street, tiraram várias fotos da torre. Ao rever as fotos tiradas, o grupo ficou surpreso com o estranho objeto que apareceu no canto superior esquerdo, logo acima do heliponto da torre.

Fonte: http://tinhhoa.net/xuat-hien-ufo-phia-tren-thap-bitexco.html

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Misterioso UFO sobre o céu da Rússia

Por KARA O'NEILL – 22/05/2015

As estranhas luzes foram filmadas pairando no céu, acima de uma estrada tranquila, mas é um sinal de formas de vida alienígena na terra?

Um misterioso UFO foi visto pairando no céu da Rússia. As estranhas luzes brancas, aparecem estar juntas no filme, que foi capturado por perplexos espectadores na área. As luzes brilham contra o céu escuro, e parecem quase estacionárias. Elas foram vistas  na Região da Astrakhan na Rússia. A filmagem carregada para o YouTube, tem um marcador de mais de 89.700 visualizações. Alguns espectadores parecem estar convencidos de que o misterioso objeto, é um sinal de forma de vida extraterrestre na terra.

Fonte: http://www.mirror.co.uk/

sexta-feira, 22 de maio de 2015

UFO sobre Groningen

ufo groningen2

GRONINGEN - O blogueiro Harry Clipperton, gosta de tirar fotos da natureza. Na terça-feira  algo de estrano aconteceu no trajeto de Onlanden, na fronteira entre as províncias de Groningen e Drenthe.

Chegando em casa, ele olhou para suas fotos, e em seguida, descobriu um OVNI. Clipperton escreveu em seu blog: “ De repente, algo brilhou. No começo eu pensei que o meu dispositivo estavesse molhado, mas não havia nenhuma gota na minha lente. Eu pensei que deveria ter sido um relâmpago. Mas em casa eu vi algo estranho, em uma das fotos das ávores no final da pista. "

O OVNI é, como a palavra sugere , objeto não identificado. Quer se trate de um fenômeno meteorológico, um meteoro, um disco voador ou qualquer outra coisa, ainda não está claro.

Fonte: http://www.telegraaf.nl/opmerkelijk/24061221/__UFO_boven_Groningen__.html