quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Missão chinesa para Marte está em estado ‘muito avançado’


   O programa chinês para lançar uma missão para Marte em 2020 está em estado “muito avançado”, declarou nesta quarta-feira seu principal responsável, enquanto o gigante asiático avança em seu ambicioso programa espacial.
   A sonda levará a bordo 13 peças de exploração, entre elas seis veículos robotizados, informou a agência oficial de imprensa Xinhua.
  “O programa de exploração de Marte se encontra muito avançado”, destacou o chefe da missão, Zhang Rongqiao.
  “Os elementos transportados serão utilizados para reunir dados sobre o meio ambiente, a morfologia, a estrutura da superfície e da atmosfera de Marte”, acrescentou.
Zhang falou no Fórum Internacional de Pequim sobre Exploração Lunar e do Espaço Profundo, que começou nesta quarta-feira.
   O foguete “Longa Marcha 5” decolará do Centro de Lançamento Espacial de Wenchang, na província tropical de Hainan, segundo a Xinhua.
   Uma vez que a sonda estiver na órbita marciana, após uma viagem de sete meses de duração, uma parte se separará dela e pousará em um ponto do hemisfério norte do Planeta Vermelho. Serão implementados, então os veículos para explorar a superfície.
Pequim considera seu bilionário programa espacial um símbolo da ascensão de seu poder e do êxito do Partido Comunista chinês nas mudanças que melhoraram a situação econômica de um país muito afetado pela pobreza.
  Em julho, foi lançado com sucesso o “Longa Marcha 4B”, transportando seu primeiro telescópio espacial de raios-X para estudar os buracos negros, os pulsares e as erupções de raios gama.
  Além disso, em abril, a China pôs um laboratório em órbita, passo fundamental em direção ao seu objetivo de contar com uma estação espacial própria em 2022.

Fonte:  http://istoe.com.br

domingo, 17 de setembro de 2017

UFO cilíndico fotografado perto da Base da Força Aérea de MacDill

Por Dr Michael Salla


    Apenas três dias depois que a Base da Força Aérea de MacDill foi reaberta após a uma evacuação obrigatória, devido ao furacão Irma, os ovnis foram mais uma vez fotografados perto dela. Desta vez, os OVNIs eram em forma de charuto e pelo menos com 100 metros de tamanho de acordo com o fotógrafo, JP (um pseudônimo), que eu conheci há nove anos, e é uma fonte muito credível. 
    Em 14 de setembro, às 15h (EDT), o JP tirou uma série de 11 fotos e também gravou um vídeo do OVNI em forma de charuto, que apareceu aproximadamente a duas milhas de MacDill AFB. Vários objetos semelhantes a um orbe também estavam se movendo em torno da nave em forma de charuto, que primeiro apareceu saindo das nuvens, de acordo com o testemunho ocular do JP. Além disso, ele diz que durante os seis minutos de filmagem e fotografando o incidente, todos os ruídos da cidade cessaram em torno dele e ficou muito calmo e pacífico. No entanto, isso mudou rapidamente depois que o UFO desapareceu de volta às nuvens. 
    O que se segue a seguir é um pequeno mp4 das 11 fotos que o JP enviou para mim, que mostra o UFO na forma de charuto, e possível orbes, próximo nas cinco primeiras fotos da série.


   Abaixo está uma foto composição de três das imagens que mais claramente mostram o OVNI em forma de charuto, com close-ups adicionados no topo do composição. A primeira imagem, mostra aproximadamente cinco objetos do tipo orbe, que o JP disse estar na proximidade da nave.


Fonte: http://exopolitics.org

Fotos de UF0 e Helicóptero, perto da Base da Força Aérea de MacDill




Este é um vídeo com seis fotografias tiradas de um UFO na forma de triangulo,  acompanhado por um helicóptero militar, perto da Base da Força Aérea MacDill, em 7 de setembro de 2017. No dia seguinte, a base MacDill foi evacuada devido ao furacão Irma. Para artigos e análises relacionados, vá para: http: //exopolitics.org/more-triangle -...
Acredito que esse suposto UFO, me parece um novo modelo do TR-3B (espaçonave secreta dos EUA). Confira no seguinte link: http://www.darkgovernment.com/news/tr-3b/. O que vocês opinam? https://www.facebook.com/mundufo/

‘Ad Astra’: Data de estreia do filme que trará Brad Pitt caçando vida extraterrestre


Por Renato Marafon

Ad Astra‘, dirigido e co-roteirizado por James Gray (‘Z- A Cidade Perdida’), ganhou data de estreia.
Segundo a Variety, o filme chega aos cinemas norte-americanos dia 11 de janeiro de 2019.
A ficção científica futurista trará Brad Pitt no papel do engenheiro espacial levemente autista Roy McBride. Tommy Lee Jones viverá o pai de Pitt.
Após 20 anos da partida do seu pai para uma missão sem volta em Netuno, com objetivo de encontrar sinais de extraterrestres, McBride viaja pelo sistema solar para encontrá-lo e tentar descobrir por que sua missão falhou.

Ad Astra‘, que significa “para as estrelas” em latim, foi escrito por Gray e Ethan Gross.
O elenco ainda conta com Donald Sutherland.

Fonte: http://cinepop.com.br

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Marte parecerá maior em Maio, à menor distância da Terra em 11 anos


A Terra e Marte estarão, dia 30 de Maio, na posição mais próxima já registada nos últimos 11 anos. Nesse dia, Marte ficará mais iluminado e poderá ser visto a olho nu.
A menor distância registada no século entre o «planeta vermelho» e o «planeta azul» foi em Agosto de 2003.
No final do mês, a distância entre os dois planetas será de 75,3 milhões de quilómetros. O número pode parecer elevado, mas essa distância pode chegar até 400 milhões de quilómetros.
Em 2003, foi registada a menor distância em 60 mil anos, 55,76 milhões de quilómetros.
O fenómeno ocorre quando a Terra forma um alinhamento quase perfeito com o Sol e Marte, num fenómeno designado de oposição afélica. Por estar mais distante do Sol, a órbita de Marte é maior que a da Terra. O tempo que Marte gasta para dar uma volta em torno da estrela é de aproximadamente dois anos terrestres.
Esse alinhamento ocorre a cada 26 meses, mas como as órbitas da Terra e de Marte não são perfeitas a distância entre os dois planetas no momento do alinhamento nem sempre é a mesma.
O fenómeno irá ocorrer novamente em Julho de 2018 com uma aproximação ainda menor que a deste ano: 57, 6 milhões de quilómetros.

Fonte:  http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=824253